Ricardo Linhares comenta aceitação da trama das 21h da Globo, importância da audiência e alterações na história

Ricardo Linhares, um dos autores de 'Babilônia'
Globo/ Renato Rocha Miranda
Ricardo Linhares, um dos autores de 'Babilônia'

Há pouco mais de um mês no ar, “Babilônia”, como toda boa novela de horário nobre, foi alvo de um looping de críticas. Há quem detone a trama encabeçada por Glória Pires , Adriana Esteves e Camila Pitanga , e há quem não perca um capítulo. Nada de novo em se tratando de entretenimento. Ou você gosta, ou você muda de canal. Fato é que “Babilônia” já precisou de alterações para tentar se manter no gosto da maior parte dos telespectadores, e isso aparentemente mexeu em suas estruturas.

Aparentemente, eu disse. Não é o que Ricardo Linhares afirma. Em entrevista exclusiva ao iG , o autor da novela das 21h da Globo, ao lado de Gilberto Braga e João Ximenes Braga , diz que novos rumos foram tomados para certos personagens para adequar a história da melhor maneira. O caso de Alice, personagem de Sophie Charlotte , foi o grande exemplo.

De início, Alice chegaria ao Rio de Janeiro após a adolescência em Dubai e o encontro com o cafetão Murilo ( Bruno Gagliasso ) a colocaria na delicada posição de garota de programa explorada pelo bonitão.

"A alteração foi por respeito à Classificação Indicativa, que não permite a exploração da prostituição, dessa forma, neste horário. Exercer a prostituição não é crime no Brasil, mas a exploração da prostituição, sim. E Alice seria explorada por um aproveitador", diz o escritor.

"Mas isso nem foi uma alteração tão radical assim, pois Alice nunca seria uma garota de programa tradicional. Ela não tem vocação nem necessidade financeira. Seu azar foi se apaixonar por um bandido mau-caráter e amoral. Por amor a Murilo, para não decepcioná-lo, Alice se deixou levar, mesmo contra a sua vontade. Ela é uma moça sem malícia, já que cresceu na conservadora Dubai, superprotegida. Ao chegar ao Rio, moça feita, após dez anos fora, levou um choque de realidade. Ela estava sendo preparada por Murilo para ser fixa de um único cliente, o milionário Evandro ( Cássio Gabus Mendes )”, continua.

Ricardo garante que a nova rota de Alice começou a ser traçada uma semana antes dos tradicionais grupos de discussões realizados pela Globo para análise da trama. “Nesses grupos, foi identificada uma rejeição, por parte da maioria das participantes, a essa trama. As pessoas veem Alice como mocinha, vítima da mãe, Inês ( Adriana Esteves ). E desejam que Alice não se submeta a Murilo. A mudança de trama, portanto, já estava em curso antes de termos esse retorno. E casou com a vontade do público”.

Se o remelexo no texto foi um problema para Ricardo e seus parceiros? Nenhum. “Todas as novelas passam por isso. Algumas histórias são mexidas de forma mais discreta, outras com mais alarde. Mas sempre houve e vai haver correção de rota. Isso faz parte do gênero telenovela, que é uma obra aberta. Senão, escreveríamos todos os 161 capítulos de ‘Babilônia’ antes das gravações começarem. Esta é a minha 21ª novela. Já passei por isso diversas vezes. E provavelmente passarei novamente em novelas futuras. É natural. Aos 53 anos, a experiência faz com que eu encare isso sem desgaste excessivo. São os ossos do ofício”.

Sophie e Gagliasso receberam a novidade de maneira tranquila. Os diretores Dennis Carvalho e Maria de Médicis , de acordo com Ricardo, conversaram com os atores e passaram as novas motivações dos personagens. “Acompanhando a novela ao longo da última semana, fica claro que os ajustes não ficaram postiços. Nem todas as cenas deste núcleo tiveram que ser reescritas. As cenas novas se encaixaram com naturalidade nas cenas antigas. Não houve incoerência alguma. Para fazer novela é preciso ter jogo de cintura e alta capacidade de se adequar ao que é necessário naquele momento”, declara.

Ricardo, Gilberto Braga, Dennis Carvalho, Maria de Médicis e João Ximenes Braga
Divulgação/TV Globo
Ricardo, Gilberto Braga, Dennis Carvalho, Maria de Médicis e João Ximenes Braga


A nova Alice

Sendo assim, Alice parte para sua trajetória de maneira independente. A menina estava perdida, jogada aos leões e sem armas para lutar. A mãe estava de um lado, Murilo de outro, e ela sem opção de reação. Mas o clique já surgiu. “Ela termina o namoro com Murilo e vai sair da casa da mãe, rompendo com pessoas que ela considera influências negativas. Passa a morar com a amiga Helô ( Carla Salle ), que lhe dá todo o apoio. Alice quer ser dona da sua vida, não quer mais depender da mãe nem do namorado. Vai à luta, como tantas mulheres da sua idade, procurando trabalho.”

Evandro, entretanto, não sai da vida da jovem. “Ela se envolve com ele sem vínculo profissional. Teremos o triângulo Murilo, Alice e Evandro. Alice vai ficar dividida entre o amor por Evandro e a paixão por Murilo”, adiantou.

Por falar em Evandro, Beatriz (Glória Pires) também se meterá em uma sinuca de bico em sua relação com Diogo ( Thiago Martins ). A característica de tarada sexual deve, aos poucos, ficar no passado, mas o cerne da história da personagem continua inalterado. “Embora algumas mulheres se queixassem que ficavam incomodadas com a devoradora de homens, outras espectadoras curtiam o comportamento. Para evitar polêmica, Beatriz deixará de ser pegadora. Isso estava previsto para acontecer quando ela se apaixonasse de verdade por Diogo. Por enquanto, a relação de Beatriz e Diogo é baseada mais no desejo. Mas vai evoluir para o amor, deixando os dois divididos, pois Beatriz é casada e Diogo é noivo”, conta Linhares.

A pressão pela audiência

A polêmica por conta do beijo entre Fernanda Montenegro e Nathália Timberg , logo no primeiro capítulo, também foi assunto na entrevista. A repercussão jogou um balde de água fria na cabeça dos defensores da causa. Até carta de repúdio e boicote foram disseminadas por aí. Por lá, nos bastidores, a ordem foi só botar o pé um pouquinho no freio. Até porque, de acordo com Ricardo, a história de Teresa e Estela é admirada, só não foi o beijo logo na apresentação das personagens.

Aliás, ao lado de Teresa, Vinícius ( Thiago Fragoso ) e Regina ( Camila Pitanga ) foram apontados pelo público como os personagens que despertam maior torcida e apoio por serem positivos e corretos, avisou Ricardo. “De modo geral, sinto que a novela divide a opinião do público. Manifestações isoladas e extremistas não têm relevância. Existe uma grande torcida positiva, e reações negativas do mesmo tamanho. Os dois grupos têm o mesmo peso. ‘Babilônia’ estreou com uma repercussão nas redes sociais nunca vista antes numa telenovela. É um fenômeno nas mídias sociais, ocupando lugar de destaque no ranking mundial. Não alcançou de cara um estouro de audiência. Mas hoje em dia é retrocesso avaliar o sucesso de um programa de TV apenas pelo Ibope no momento em que o capítulo é exibido”, opina.

Ele vai além: “As medidas de sucesso são diversas, múltiplas. ‘Babilônia’ é um sucesso de repercussão, tanto nas redes sociais quanto nas conversas do dia a dia e na imprensa. Isso é um excelente termômetro. Só se fala na novela, gerando expectativa. Eu acredito que, se a novela tivesse estreado há um ano, antes de tantos escândalos de corrupção que explodem diariamente no noticiário, a acolhida teria sido diferente. Nós escrevemos a sinopse em 2013, muito tempo antes desses escândalos todos virem à tona. Fomos precursores, mas a realidade nos atropelou, causando certa saturação no tema corrupção”.

Letícia Sabatella , na última semana, deu o recado: “Babilônia” vai entrar para história . E justamente por bancar assuntos que certos grupos preferem nem chegar perto. Ricardo assinou embaixo: “É uma novela forte, realista, que aborda diversos temas relevantes para a sociedade brasileira, como intolerância, racismo e preconceitos. Temos fãs ardorosos e detratores com a mesma intensidade. Somos o programa mais assistido e comentado da televisão brasileira, com uma audiência que seria considerada espetacular em qualquer país do mundo, onde a segmentação e a pulverização da audiência são maiores do que no Brasil”. Se vem mais bomba por aí? É só aguardar os próximos capítulos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.