Diretor de Teledramaturgia da Record, Anderson Souza relativizou brigas judiciais com a nova contratada: "Xuxa vai somar muito para a Record", defende


Unir o nome de Xuxa  ao da Record parecia, há alguns anos, algo totalmente estranho e impossível. Tanto que a saída dela da Globo, após quase 30 anos de casa, e o anúncio de assinatura de contrato com a emissora da Barra Funda, em São Paulo, deu o que falar no começo deste mês. Agora, tudo são águas passadas. De um lado e de outro, o que Xuxa e Record querem é trabalhar - e faturar. Para isso, a loira tem colocado a mão na massa para mostrar serviço.

O programa ainda está sendo formatado, assim como a equipe que Xuxa quer ao seu lado. Um por um, os profissionais estão sendo escolhidos com supervisão de perto da apresentadora. Segundo uma fonte do iG , Xuxa anda muito participativa. Ideia é o que não falta, e até para os Estados Unidos a galera já foi. O objetivo foi fazer um estudo de campo em produções de talk show de figuras como Jimmy Fallon e a própria Ellen DeGeneres (em quem Xuxa se inspirou desde o início da proposta da Record).

Sobre o local de gravação do programa, isso ainda está em aberto. O que pode ser dito é que as chances de ter um estúdio no Rio são muito maiores do que ter um na Barra Funda. Nada define também que esse pouso em solo fluminense seja no RecNov (complexo de novelas da Record, em Vargem Grande). Caso seja, o estúdio F já é dado como certo para ela. É chamado até, segundo a rádio-corredor, de “estúdio da Xuxa”.

Briga na Justiça

Segundo Anderson Souza , diretor de Teledramaturgia da Record, caso a permanência de Xuxa se confirme no RecNov, o elenco da casa vai ficar agradecido. “Para mim, oficialmente, não chegou nada de concreto. Se ela vier, excelente. A gente tem essa distância de linha de show em São Paulo, e novelas aqui no Rio. Para o elenco se deslocar para São Paulo é uma dificuldade, você perde o dia todo de gravação. Se ela vier para o Rio eles vão ficar felizes da vida (risos), só vão sentar no sofá dela em um estúdio, sair do estúdio, ir para outro gravar… É sensacional”, comentou com o iG.

O diretor ainda comentou sobre o processo que Xuxa moveu contra a Record em 2012. Em outubro de 2014, a emissora de Edir Macedo foi condenada a pagar uma indenização de R$ 100 mil por exibir fotos sensuais feitas por ela há mais de 20 anos sem autorização no extinto ‘Programa do Gugu”. “Sei que existiu, mas eu não tenho conhecimento do teor do processo. Mas o tempo passa, as coisas mudam, ela é uma grande apresentadora e acho que vai somar muito para a Record. Não tem nenhuma aresta, senão ela não estaria aqui”, garantiu.

         Curta a fanpage do iG Gente no Facebook e receba notícias dos famosos

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.