Márcio Gomes e seu cinegrafista tiveram seus passaportes retidos enquanto faziam imagens do porto

Márcio Gomes, correspondente da Globo no Japão, foi detido na Indonésia
Divulgação/TV Globo
Márcio Gomes, correspondente da Globo no Japão, foi detido na Indonésia


O repórter da Globo Márcio Gomes e seu cinegrafista foram deportados pelo governo da Indonésia. A dupla esteve no país para produzir imagens para uma matéria sobre a  execução do brasileiro Marco Archer Cardoso, condenado à morte após acusação por tráfico de drogas.

Enquanto faziam filmagens no porto de Cilacap, Márcio e o cinegrafista, que estavam no país com visto de turista, foram detidos e tiveram seus passaportes retidos.

De acordo com a assessoria da Globo, os profissionais já foram liberados e seguiram para o Japão, onde Márcio é correspondente.



    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.