Em "Império", personagem Danielle quer vingança total e só pensa em deixar o ex-marido José Pedro na rua da amargura

Maria Ribeiro  cantou a bola: no começo de “Império”, era até legal fingir brigar com Caio Blat em cena. Agora, a separação do fictício casal Danielle e José Pedro fez com que os gritos tomassem proporções absurdas. E a brincadeira se tornou um pouquinho mais complicada - mas não menos prazerosa.

Curta a fanpage do iG gente no facebook e receba as notícias dos famosos

Para quem não acompanha a novela da Globo, a personagem de Maria, que lançou na quarta-feira (14) seu primeiro livro, “Trinta e Oito e Meio” , no Rio, tomou as rédeas da situação (ou acha que tomou) e está fazendo de tudo para se vingar do marido que nunca tomou o partido dela dentro da casa da família do Comendador José Alfredo ( Alexandre Nero ).

A raiva de Danielle fez Maria crescer em cena. “Eu estou tão feliz. E o personagem não era tão bom no começo, mas foi crescendo, foi mudando. É o tipo da coisa que não acontece toda hora, sabe? Estou muito contente. Fora que fazer vilã é muito divertido! Prefiro fazer vilã do que mocinha. Estou muito má (risos)”, disse ao iG .

Na última semana, Maria exigiu que José Pedro roubasse os quatro pedaços do diamante rosa do Comendador, viu o ex-marido ser preso e ainda o visitou na prisão com péssimas intenções. "Não é legal brigar com ele, não. É péssimo (risos)! Antes era tranquilo, mas agora tá meio ‘huuuu’… Eu não quero, por exemplo, que as crianças (João e Bento, seus filhos) vejam, sabe? Está bem barra pesada. Quando ela vai na cadeia, ela manda currarem o José Pedro! Eu gosto de esculachar ele, mas não tanto, né (risos)? Estou brincando. Gosto muito de trabalhar com o Caio, porque a gente tem uma maneira de fazer novela bem parecida”, avisou.

Do outro lado da moeda, Caio também contou que não está gostando nadinha dessa fase vingativa da ex-mulher. “Passou do ponto, não é bom de fazer, não. Eles estão se odiando muito. Agora, não sei se ainda dá certo isso, se resta uma esperança. Eles estão numa fase muito vingativos. O José Pedro tem essa aproximação com a Cora ( Marjorie Estiano ) que eu não sei até onde vai, também tem a Amanda ( Adriana Birolli ), tem as chances remotas com a Danielle… Não sei o que vai acontecer daqui pra frente”, jogou o ator.

Espera aí. Você falou em esperança para o casal José Pedro e Danielle? É isso mesmo. E Caio explica sua tese: “(A separação) foi uma série de acontecimentos infelizes. Teve a gravação que ela fez e ele descobriu, o dia em que ele não conseguiu visitá-la no hotel e ela se sentiu abandonada... Agora eles estão muito ressentidos, mas ainda acho que muita raiva demais é amor enrustido (risos)”.

Maria Ribeiro e Caio Blat em cena
Divulgação/Globo
Maria Ribeiro e Caio Blat em cena


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.