Em “Eu Que Amo Tanto”, diretora leva elenco ao extremo e desconstrói imagem sem artifícios de make e com luz quente

A sensação que deu após assistir ao clipe-teaser de “Eu Que Amo Tanto”, nova série do “Fantástico” (Globo) que estreia no próximo domingo (9), é de soco no estômago. No topo do projeto, Amora Mautner ditou as regras de braços dados com seus parceiros de jornada e selecionou a dedo quatro lindas atrizes para protagonizar os capítulos de oito minutos cada. Carolina Dieckmann , Susana Vieira , Marjorie Estiano e Mariana Ximenes se despem em cena - e não só de roupa, mas de sensações. O impacto da atuação na tela é o que gera o tal soco no estômago. Esse é o termômetro que a diretora precisa para saber que o esforço em estúdio valeu a pena.

Curta a fanpage do iG Gente no Facebook e receba notícias dos famosos

Amora tem nome no mercado e uma carreira cheia de sucessos. “Avenida Brasil” talvez ainda seja o maior deles, e depois desse, tudo que toca vem com um pacote de expectativas. Ela continua se superando. Dessa vez, arrisca falar de amor, ou de amor em excesso. Teve como base o livro de Marília Gabriela , de mesmo nome, que mostra histórias de mulheres que frequentam o grupo Mada (Mulheres que Amam Demais Anônimas).

“Eu amei o livro da Marília, porque ela não julga essas mulheres. Eu me identifiquei. Não sou uma mulher que ama demais do ponto de vista patológico, mas sou uma mulher que ama do ponto de vista feminino. Acho que todas, em algum momento, fazem um ato um pouco desequilibrado, cada uma na sua instância. A gente está, por acaso, retratando mulheres que são patológicas nisso”, disse ao iG . Com a ideia na cabeça, Amora chamou Euclydes Marinho para montar o texto e partiu para o set.

“O nosso conceito de escalação foi o seguinte: quais são, de cara, cinco atrizes glamourosas que a gente queria ver sangrando na tela? A gente vive em uma indústria que glamouriza, isso faz parte, a gente precisa vender isso, a gente gosta de fazer isso e é, de fato, um ativo nosso. Mas nesse caso a gente queria brincar com o contrário”, falou.

A proposta foi: vocês querem se expor e se desglamourizar? Vocês querem ficar nuas?

Ela continuou: "Nós escolhemos essas quatro atrizes que são muito bonitas e glamourizadas e a proposta foi: vocês querem se expor e se desglamourizar? Vocês querem ficar nuas? Tem até uns peitinhos, uma nudez ou outra, mas eu digo nuas de alma. A Susana Vieira, por exemplo, é a que menos tirou a roupa, mas para mim é a que mais ficou nua, porque o último close dela é a primeira vez que ela aparece na sua história sem nenhuma maquiagem e com uma luz que enfeia ela. É uma Susana que ninguém nunca viu. Ela toma uma grandeza e mostra para o público o lado de ser simplesmente uma grande atriz", contou.

Em cena, Carol é Zezé (e divide cena com Antônio Calloni ), Mariana é Leididai (que se relaciona com o personagem de Márcio Garcia ), Marjorie vive Angélica e Susana Vieira é a Sandra ( Tarcísio Meira Filho completa a história). Cada uma no seu drama, as atrizes garantiram que não pensaram duas vezes ao ouvir a proposta de Amora. “Até porque, não teria outro jeito de contar essa história. A gente precisava estar em carne viva. Só poderia acontecer desta maneira”, disse Carolina.

Mariana também comentou: “Eu não pensei muito antes também. A Amora foi a pessoa que me descobriu, com 17 anos. Eu a reencontrei em ‘Joia Rara’, e participo deste projeto mesmo como uma reinvidicação. Acho que dentro da TV temos de ter mais oportunidades como essa, como esse trabalho”.

Amora completou: "Eu acho que o mais impactante desse projeto é ver essas atrizes de um jeito novo. Eu brinco que o título virou 'Eu Que Amo Tanto As Atrizes'. É uma ode à atuação! Eu sou apaixonada pelos atores". O elenco conta ainda com Paula Burlamaqui , que faz par com Marjorie. Aliás, o capítulo das duas pareceu ser muito intenso, e chamou atenção de todos a atuação de Marjorie como Angélica.

“Eu acho que a mulher é muito mais visceral realmente que o homem. Eu não sou gay, mas a relação entre duas mulheres deve sim ser mais intensa que uma entre homem e mulher. E a Marjorie é maravilhosa. Se ela quisesse casar comigo, eu dava filhos à ela (risos). Teve uma cena forte, que ela tinha que quebrar a casa toda… Ela fez em 10 minutos, colocou aquela mulher ensandecida para fora e brilhou no estúdio”, elogiou Paula.

Susana brincou que encontrou Marjorie no banheiro antes da coletiva (a atriz não pode ficar para a conversa com os jornalistas, porque tinha outro evento), e quase não a reconheceu. “É diferente para se comunicar com ela. A Marjorie é muito misteriosa. E hoje, com aquele cabelo preso e os cílios postiços, eu quase não reconheci. Quando vi que era ela, eu acabei falando: ‘Olha, vou te dizer, de todos os capítulos, o seu foi o melhor. Você está melhor que eu (risos)”, brincou. “Estou apaixonada pela Marjorie, que danada essa menina”, completou.

Ficou gostinho de quero mais. Amora avisa que a proposta para segunda temporada já foi feita. Só falta o ok final. “A gente está aguardando a resposta do meu chefe, Carlos Henrique Schroder . Tem um desejo, mas só quem pode dizer isso é o meu chefe”, finalizou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.