"É uma boa bula. O brasileiro tem esse lado muito forte", disse a atriz sobre o tema espiritismo

Christiane Torloni participou da festa de lançamento da nova novela das sete “Alto Astral”, na noite desse sábado (18), em São Paulo. De volta ao ar após quase três anos longe das telas, a atriz comparou a trama com “A Viagem”, por também abordar o espiritismo.

“Acho que a gente vai pelos caminhos que o Daniel (Ortiz) escrever. Acho importante ter momentos leves e humanos. Acho que a novela tem as características de “A Viagem”. É uma boa bula. Não acho que seja de graça que, neste momento, tenha uma outra novela espiritualista. O brasileiro tem esse lado muito forte. É uma herança bacana que a Andrea Maltarolli nos deixou”, disse ela, citando a autora que idealizou “Alto Astral”, mas morreu antes de começar a novela, em 2009, em decorrência de câncer.

No ar também no canal Viva com a marcante Dinah de “A Viagem”, a atriz comemorou o sucesso da reapresentação da novela. “É impressionante como as pessoas assistem. Tem várias gerações que veem. Quando passou a primeira vez o que mais me chamou a atenção foi que crianças têm grande resistência de falar em morte, mas o tema mostrava a morte de uma maneira muito bonita. Às vezes pegava elevador e as pessoas perguntavam: ‘O céu é assim mesmo?’ e eu respondia ‘Olha, se for, vou comprar um ticket rápido’. A Ivani Ribeiro tinha um vetor que pegava um grande público infanto-juvenil.”

Com 45 anos de carreira, Christiane revelou que não pretende se aposentar tão cedo. “A profissão de atriz tem um grande bônus. Se você conseguir manter a saúde estável, pode trabalhar até os 90 anos. Sempre tem uma adolescente rebelde, umas peruas, as mães, as avós, bisavós e vamos torcendo para ter saúde como Sérgio Brito e Tônia Carreiro. Se você tiver memória, tem papel. Vou seguir trabalhando. Não sei fazer outra coisa.”

Com um porte elegante e sempre dona de personagens finos e ricos, a atriz já teve que fazer teste para viver uma personagem suburbana. “Há anos fiz a Selminha de ‘O Beijo no Asfalto’ (filme) e tive de fazer um teste porque achavam que eu não conseguiria fazer. Fiz o teste e passei. As pessoas têm uma tendência de que você tem um 'physique du rôle.' O bacana é ter desafio.”

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.