Figura de Maria Marta ainda está fresca no rosto de Adriana Birolli, que deve surgir depois do capítulo 50 como Amanda

Adriana Birolli e Chay Suede como Maria Marta e José Alfredo jovens
Divulgação/TV Globo
Adriana Birolli e Chay Suede como Maria Marta e José Alfredo jovens

Adriana Birolli nem descansou a voz de Maria Marta e se prepara para, nos próximos dias, conhecer seu novo desafio dentro da trama de “Império”. A atriz, que viveu a primeira fase da personagem de Lilia Cabral , deve retornar no capítulo 50 como Amanda, uma jovem sobrinha da ricaça. A dÚvida que fica é: dá tempo de esfriar a imagem para mergulhar no universo de outra pessoa e fazer com que o público compre essa mudança? É preciso analisar.

Curta a fanpage do iG Gente no Facebook e receba notícias dos famosos

Antes de falar sobre Adriana, um exemplo recente do mesmo ocorrido não foi bem aceito pelo público. Bruna Marquezine participou das duas fases de “Em Família”, como Helena jovem e como sua filha, Luiza. Apesar de a trama reforçar dia sim, outro também, que as duas eram muito semelhantes de gênio e físico, a crítica foi forte. Não dá para afirmar que o fenômeno será o mesmo com “Império”, até porque é outra história, outro ritmo, outro autor, outra atriz. Mas a construção precisa ser redondinha para atingir o alvo.

Por enquanto, Aguinaldo Silva divulgou poucas coisas sobre Amanda. Adriana também só tem conhecimento do que o autor de “Império” anda comentando por aí. “Ela tinha um caso com o filho mais velho de Maria Marta, José Pedro ( Caio Blat ), e por isso foi mandada pelo José Alfredo ( Alexandre Nero ) para a Inglaterra. É tipo um exílio. Lá, ela estudou e virou uma designer de sapatos e Maria Marta manda trazê-la de volta para dar uma apimentada em algumas questões”, adiantou ao iG .


Legal registrar que os sapatos criados por Amanda serão da grife Mikels, lançada pelo próprio Aguinaldo em Portugal. Ainda segundo a atriz, Aguinaldo já descreveu Amanda como “uma pessoa ‘meio vilã’. Eu adorei (risos)”, admitiu. Agora, é arregaçar as mangas e estudar a nova personagem. “Temos uns 15, 20 dias agora para pensar na caracterização. Eu dou pitaco nesse processo, afinal, nós estamos criando juntos”, disse a atriz.

Um apoio para Adriana, além do talento nato, é a parceria com Lilia Cabral. A estreia da jovem na TV foi como filha de Lilia, em “Viver a Vida”. Depois, as duas dividiram elenco em “Fina Estampa”, de Aguinaldo, como nora e sogra. Agora, Adriana já foi a própria e volta como sobrinha. A generosidade de Lilia em cena é fator positivo para qualquer atriz que divide a câmera com ela. Agora, é só Adriana se debruçar no texto de Aguinaldo para nos convencer do surgimento de Amanda. Você acha que vai funcionar? Vote abaixo!



    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.