Remake, dos autores George Moura e Sergio Goldenberg, mostra atuações impecáveis de Pillar, Sophie e Cássia Kis


Quando Bráulio Pedroso criou, em 1974, o suspense “O Rebu” mal sabia que estava entrando para a história da telenovela brasileira ao desenvolver uma trama vivida em dois dias. O primeiro mostrava uma festa suntuosa envolvendo personalidades do hi-society em que um dos convidados é encontrado morto na piscina e, o segundo, com a investigação da polícia a respeito do provável assassinato, dividindo a novela entre o tempo da festa em si, o dia seguinte e a história de cada um dos envolvidos em flashback. Foram 112 capítulos ao ar, com direção de Walter Avancini e Jardel Mello , com supervisão de Daniel Filho .

       Curta a fanpage do iG Gente no Facebook e receba notícias dos famosos

Nessa segunda-feira (14), a Globo estreou a nova versão da novela, com capítulo especial, exibido logo após “Em Família”, e que irá ocupar o horário das 23h, que já exibiu os remakes de “O Astro” e “Gabriela”. Ao som de Please Don’t Let Me Be Misenderstood, o espectador mergulha de cabeça em uma sequência de tirar o fôlego, com as personagens principais se esbarrando, embriagadas, enquanto se jogam na pista de dança da mansão de Angela Mahler ( Patrícia Pillar ). A direção é de José Luiz Villamarim , e ainda conta com a fotografia de Walter Carvalho , com quem ele trabalhou também em “Amores Roubados”. Um começo e tanto para o que podemos dizer ser um dos mais ousados remakes feitos pela emissora nos últimos anos.

Melancolia e redes sociais

Do lado de fora da casa vê-se um corpo boiando na piscina. Corta para Sophie Charlotte , que pega o microfone e canta “Sua Estupidez”, de Erasmo e Roberto Carlos . Se a inspiração foi a cena em que Carey Mulligan canta “New York, New York” no filme “Shame”, a direção acertou em cheio. O tom de melancolia e intensidade da atriz, que acaba a canção aos prantos, foi o ponto alto deste primeiro capítulo. E aí entra uma sacada genial: cenas do momento e fotos de outros detalhes da festa vão sendo postados por diversos convidados e curtidos e compartilhados nas redes sociais.

Suspense

O tom é sempre de suspense. O ritmo tenso. Personagens do lado de fora da casa, sob uma tempestade, agem em atitudes suspeitas como Maria Angélica ( Camila Morgado ), Alain ( Jesuíta Barbosa ) - os dois, inclusive, aparecem em uma cena quentíssima, com a atriz com os seios de fora, Oswaldo ( Júlio Andrade ) e Bernardo Rezende (José de Abreu) até que Roberta (Mariana Lima) vê o corpo na piscina e vai tentar resgatá-lo.

Se na primeira versão o público só conhece a vítima no capítulo 50, George Moura e Sergio Goldenberg, autores da nova versão, resolveram entregar a vítima logo de cara: Bruno ( Daniel de Oliveira ), sobre o qual já dá para saber que se trata de um sujeito ambicioso, que namorava Duda (Sophie Charlotte) e era amante de Gilda ( Cássia Kis Magro ). Até porque a única semelhança entre as duas versões é a estrutura. Todas as tramas são novas e a novela terá 37 capítulos.

Capítulo das mulheres

Importante frisar que o primeiro capítulo foi das mulheres, embora tenha sobrado um espacinho para Tony Ramos e Zé de Abreu mostrarem que continuam tinindo. Sophie Charlotte, Cássia Kis e, principalmente, Patrícia Pillar, tieram atuações excelentes e dramáticas no ponto exato, não desperdiçando nenhumas das palavras dos diálogos de frases curtas e precisas.

Um começo espetacular, para uma história que promete ainda render muito.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.