Apresentadora marcou presença no sofá de Jô Soares e falou sobre a carreira e vida pessoal


Fátima Bernardes participou da gravação do "Programa do Jô" na tarde dessa segunda-feira (12), nos estúdios da Globo em São Paulo. Durante a conversa, a apresentadora falou sobre o vício do marido William Bonner em chocolates.

Curta a fanpage do iG Gente no Facebook e receba as últimas notícias dos famosos

"A única forma dele não comer chocolate é não comprar. Aí não compro e ele fala: 'Mas vocês não foram ao mercado?'. Ele é louco com chocolate, chocólatra mesmo. Mas se cuida, corre bastante, às vezes passa cinco dias no Spa", disse ela, que também falou do que gosta. "Minha tentação é bolo, qualquer bolo, com recheio, sem, com calda, sem, mas consigo comer só um pedacinho, ele fica danado comigo".

Fátima Bernardes e Jô Soares
Orlando Oliveira/AgNews
Fátima Bernardes e Jô Soares

Ainda falando do marido, ela relembrou como foi trabalhar ao lado dele por 25 anos no "Jornal Nacional", da Globo. "Nós somos muito diferentes no trabalho, mais do que somos em casa, então a gente não misturava. As pessoas pensavam que a gente ficava o tempo todo juntos, mas não era assim. O William tinha a chefia do jornal, ele ficava numa sala e a gente quase não se via, quase nunca conseguiamos tomar um café. Quando saíamos ainda tinha coisa para falar".

Há dois anos no comando do "Encontro" e com quase 500 programas, Fátima disse que qualquer erro da atração é sempre calculado. "A gente já erra sabendo hoje em dia. Discutimos tudo antes, e isso é bom. Às vezes, a gente sabe que algo pode não dar certo, mas arriscamos, aí descobrimos se rendeu ou não. Vou completar 500 programas em maio e temos que aprender rápido tudo isso", explicou. "No início, os convidados não entendiam a dinâmica do programa e eles ficavam esperando eu perguntar. Hoje as pessoas entendem a dinâmica, falam bastante e até tenho que mediar ali".

Sempre fazendo viagens internacionais por conta de suas coberturas jornalísticas, Fátima revelou ao Jô que morre de medo de avião. "Tenho horror de avião, sempre fico observando a expressão das pessoas e quando vejo pessoas calmas fico mais tranquila. Quando a aeromoça anda, adoro, porque quando ela anda com o carrinho é porque está tudo bem", disse ela, fazendo a plateia rir. "Os piores voos são os pequenos, na Copa do Japão foi horrível. Quando fomos para a Coreia, cheguei a falar para a produção que não tinha mais condições de fazer aquilo. Não voo de avião pequeno, quem trabalha comigo sabe, tenho que saber o tamanho do avião, quantas pessoas cabem. Já fiz uma terapia que tive que ficar olhando o avião pousar e decolar um dia inteiro no aeroporto".

Ao final da gravação, Fátima recebeu um sonoro "ahh" da plateia quando Jô anunciou o fim da entrevista. Ainda com o microfone aberto, ela falou para o apresentador: "Vou aproveitar e tirar uma selfie com você", fazendo a plateia rir mais um pouco".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.