Apresentador falou sobre sua nova atração, "Hora do Faro", com estreia prevista em 27 de abril

Depois de oito meses no ar aos domingos comandando o programa "O Melhor do Brasil", Rodrigo Faro se prepara para a estreia do "Hora do Faro", em 27 de abril. Repaginada, a atração conta com novos quadros, nova direção e, segundo o apresentador, em um formato pensado especialmente para o domingo, já que o anterior migrou do sábado para o domingo de maneira repentina, para cobrir o buraco deixado por Gugu.

Curta a fanpage do iG Gente no Facebook e receba notícias nos famosos

"Domingo é outra coisa. O Gugu me avisou que domingo não era brincadeira. Ele me disse que a responsabilidade era muito grande e alertou: 'por mais que você tenha feito muito sucesso e história no sábado, no domingo você vai olhar para um lado e ver Fausto Silva, para o outro e ver Silvio Santos, Eliana, jogo de futebol. E você vai ter que ter consistência'", comentou Rodrigo Faro nesta quarta-feira (16), no Estúdio Quanta, da Record, durante a apresentação do novo programa. "Não adianta explodir de audiência em um domingo e no outro não ter nada para apresentar. Então, domingo é isso. Por mais que você vá bem, no outro tem outra guerra. É o dia mais importante da TV e a gente está buscando essa consistência. A ideia agora é ir com tudo, mas com humildade. As coisas que a gente já conquistou são maravilhosas. Nunca esperava que fossem acontecer em oito meses", completou.

Humilde, Faro declarou que parece estar vivendo um sonho. "Aos 40 anos estou concorrendo com eles (Fausto Silva e Silvio Santos). Às vezes nem acredito que isso está acontecendo. Mas também nem quero acreditar, porque quero continuar trabalhando duro e não mudar a minha cabeça para fazer o melhor programa. Nunca vou acreditar", falou.

Apesar das mudanças, a atração continua sendo gravada. Mas o apresentador não pretende comandar um programa ao vivo. "Me deixa domingo na minha casa com a minha família, com a minha mulher e as minhas filhas", brincou. "A gente já tem muito trabalho a semana inteira. A verdade é que não dá para fazer quadros com tantos cenários diferentes ao vivo. Ou tem um cenário fixo que depende de receber convidados, ou com uma quantidade maior de quadros", explicou.

Preocupação com a audiência

Para o apresentador, a programação de domingo vive uma verdadeira guerra pela audiência e, com isso, sua responsabilidade aumentou. "Quanto maior é a audiência, maior é a responsabilidade. A gente não fica comemorando, nem cantando vitória. A gente sabe que cada domingo é uma guerra. Vencemos a anterior, temos a outra. E a gente sabe que a concorrência também vai ser armar. E a Record, sabendo disso, está investindo", declarou. "A gente quer aumentar ainda mais essa audiência, mas com humildade. Tenho que entender que estou chegando agora. Estou buscando meu espaço, mas graças a Deus está acontecendo rápido", completou.

Faro diz que novo programa não tem assistencialismo

Rodrigo Faro e o diretor, Ignácio Coqueiro
Manuela Scarpa/Photo Rio News
Rodrigo Faro e o diretor, Ignácio Coqueiro

Mesmo com uma atração que distribui prêmios em dinheiro, carros 0 Km e diversas ajudas aos participantes, Faro diz que tudo não passa de uma negociação no palco. "Não tem nada de assistencialismo, a gente não dá nada para ninguém. A pessoa vai negociar comigo", explicou. "Na verdade, esse é um formato que existe na televisão faz muitos anos. E a gente bebeu a água dessa fonte, mas a Record comprou esse formato, então a gente pode fazer sem o menor problema", avaliou.

Apesar dos quadros novos, assim como o "Isso Eu Faço", composto por oito celebridades (Antonia Fontenelle, Camila Rodrigues, Corona, Daniel Erthal, MC Guimê, Micael Borges, Nicola Siri e Pérola Faria), atrações antigas de sucesso foram mantidas pelo diretor Ignácio Coqueiro. E Faro aprovou a decisão."Não vou parar de fazer o 'Dança Gatinho'. Ele é o meu banco da 'Praça', o 'Tira o Chapéu' do Raul Gil, a 'Pegadinha do Faustão', o 'Quem Quer Dinheiro' do Silvio Santos...", declarou.

Faro ainda aproveitou o evento para desejar boa sorte para a nova estrela da casa, Sabrina Sato. "É difícil para ela, mas quero que ela arrebente. Torço muito para ela. Quanto mais apresentadores bons a Record tiver, melhor para nós", desejou o apresentador.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.