Atriz equilibra atenção aos filhos Antônio, sete meses, e Pedro, 3 anos, e gravações da novela "Meu Pedacinho de Chão"

Juliana Paes na apresentação da novela 'Meu Pedacinho de Chão'
Anderson Borde/AgNews
Juliana Paes na apresentação da novela 'Meu Pedacinho de Chão'

Afastada da TV desde o nascimento de seu segundo filho, Antônio , há sete meses, Juliana Paes volta agora em sua primeira novela das 18h, "Meu Pedacinho de Chão", que estreia em 7 de abril na Globo. Mergulhada no projeto inédito em novelas - a trama se passa em um universo lúdico como um conto de fadas - a atriz faz das tripas coração para conseguir dar conta do trabalho e da criação dos filhos.

"Vivo com aquele sentimento de culpa porque estou ficando muito tempo no Projac e pouco tempo com meu filho. Mas é sempre mais fácil o segundo filho com relação a tudo. Você sabe que vai sentir culpa por um tempo, mas depois consegue repor. A gente dá aquela choradinha no banheiro, mas sabe que vai conseguir equilibrar as coisas", conta Juliana. O marido Carlos Eduardo Baptista é que acaba ficando para escanteio nessa fase: "O maridão está meio abandonado (risos)", afirmou ela durante apresentação da novela para a imprensa na quinta-feira (27), no Rio.

Para embarcar de corpo e alma na novela de Benedito Ruy Barbosa, Juliana precisou abrir mão de dois meses de sua licença-maternidade, mas diz acreditar que valeu a pena. O responsável por convencer a atriz a aceitar o trabalho foi o diretor Luiz Fernando de Carvalho. Ela se encantou com o projeto e adequou a rotina do bebê às gravações. "Ficava aqui no galpão tirando leite, mandava para casa, trazia o Antônio. Não foi fácil, mas agora tenho a sensação de dever cumprido."

Juliana Paes de dona Catarina
Divulgação/TV Globo
Juliana Paes de dona Catarina

Dona Catarina

Na história, Juliana vive Catarina, casada com o maior coronel da fictícia Vila de Santa Fé, Epaminondas Napoleão, vivido por Osmar Prado. De acordo com a atriz, a personagem "é uma perua caipirona com modos de criança." O figurino é complexo, incluindo uma peruca verde, e a caracterização, muito demorada.

"Levo mais ou menos uma hora e meia para ficar pronta, às vezes mais um pouco, porque é tudo muito elaborado, não tem um fio fora do lugar naquela peruca. Nunca trabalhei com um figurino tão delicado. Me senti realmente uma boneca", aponta ela.

As novelas dirigidas por Luiz Fernando de Carvalho são marcadas por cenas longas, bem cuidadas, e por uma fotografia impecável. Juliana exemplifica isso quando diz que ele "transforma uma cena de três linhas em uma descida de escada, gritando, choraaando. É sempre muito imprevisível. Ele é foda (risos)."

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.