O apresentador do "The Noite" fez piada com comentário polêmico da jornalista na madrugada desta quinta-feira (13)


Murilo Couto é amarrado a poste em sátira do 'The Noite'
Reprodução
Murilo Couto é amarrado a poste em sátira do 'The Noite'

Na madrugada desta quinta-feira (13), o terceiro programa "The Noite", apresentado por Danilo Gentili , contou com Rachel Sheherazade no palco. O apresentador exibiu diversos comentários da apresentadora do "SBT Brasil" e fez piada com a colega de emissora mostrando o humorista Murilo Couto amarrado a um poste. 

Na cena, a assistente de palco Juliana prende Murilo pelo pescoço ao cano de bombeiro instalado no palco. A brincadeira faz alusão à polêmica em torno da opinião de Sheherazade."Isso é crime de cárcere privado", comentou Sheherazade ao presenciar a sátira.

A entrevistada também arriscou cantar o hit "Nós Vamos Invadir sua Praia" com a banda Ultraje a Rigor e brincou de adivinhar canções do grupo Iron Maiden, do qual se diz fã. "Comecei a gostar de heavy metal aos 12 anos", revelou. Em outro momento, Danilo exibiu uma edição de vídeos com a voz da apresentadora cantando "Beijinho no Ombro", de Valesca Popozuda

Segundo dados prévios do Ibope, a participação da jornalista garantiu a liderança para o SBT à meia-noite e meia, alcançando 7,9 pontos contra 7,6 do "Jornal da Globo", 2 de "Breaking Bad", da Record, e 1,5 do "Agora é Tarde", apresentado por Rafinha Bastos na Band. O nome da jornalista também permaneceu nos Trending Topics do Twitter nacional. 

Entenda a polêmica

A apresentadora do "SBT Brasil" se posicionou em fevereiro sobre o caso do rapaz de 16 anos, que supostamente roubou, e, como punição, foi amarrado nu a um poste no Rio de Janeiro e espancado por um grupo chamado de "Justiceiros". Entre os comentários, Rachel sugeriu que os defensores dos Direitos Humanos adotassem um bandido.

Após o episódio, o SBT abriu espaço em seu telejornal para que Rachel esclarecesse seus comentários e passou a inserir uma tarja com a palavra "Opinião" toda vez que um apresentador se manifesta. Na ocasião, a emissora fez questão de deixar claro, por meio do âncora Joseval Peixoto, que as opiniões dos apresentadores não refletem a posição do canal.

Apologia ao crime

Na terça-feira (12), a deputada Jandira Feghali (RJ), líder do PCdoB na Câmara, entrou com representação junto à Procuradoria-Geral da República (PGR) contra a jornalista e o SBT pelo crime de apologia e incitamento ao crime, à tortura e ao linchamento, caracterizado no art. 287 do Código Penal.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.