A diretora do SBT falou sobre a maior aposta da emissora para 2014: "Danilo (Gentili) é o nosso Jô (Soares) moderno"

Daniela Beyruti apresentou as apostas da grade de programação do SBT nesta terça-feira (18)
Francisco Cepeda/AgNews
Daniela Beyruti apresentou as apostas da grade de programação do SBT nesta terça-feira (18)

Daniela Beyruti , diretora artística e de programação do SBT e filha do Silvio Santos , participou nesta terça-feira (18) da coletiva de imprensa para anunciar as novidades da grade de programação da emissora para 2014.

Curta a fanpage do iG Gente no Facebook e receba notícias dos famosos

No evento - que reuniu os novos contratados do SBT, além dos diretores Fernando Pelegio (Planejamento Artístico), Murilo Fraga (Planejamento de Programação), Leon Abravanel (Diretoria de Produções) e Glen Valente (Diretoria Comercial) e o vice-presidente do SBT, José Roberto Maciel -, Daniela comentou sobre os investimentos feitos para 2014. "O ano passado foi de muito planejamento da nossa parte, muito tempo elaborando essas novidades, sonhando com esses contratados novos, não sabendo se ia dar certo, se não ia", disse ela.

Já que o ano passado foi de investimentos, a diretora artística deseja colher os frutos a partir de agora. "Espero que 2014 seja um ano bastante favorável ao SBT", avaliou. A audiência já mostra que sim. Nas noites de domingo, por exemplo, o "Programa Silvio Santos" tem assumido a liderança no Ibope, ficando à frente da formação de Paredão do "BBB14", da Globo.

Danilo (Gentili) é o nosso Jô (Soares) moderno"

Daniela mantém pé no chão, mas trabalha para se manter como a segunda emissora mais assistida do Brasil. "A gente até brinca, chuta, faz uma tabela e diz quanto que vai dar de audiência. Mas isso não é uma ciência exata. Às vezes a gente até gostaria que fosse para ter certeza de que aquilo que a gente está apostando vai dar certo e vai vir de acordo com os nossos telespectadores. A nossa luta constante é voltar para a vice-liderança", explicou.

Segundo ela, a disputa com a Record pela segunda posição é saudável e motivacional. "Acho isso uma luta boa. É acordar todos os dias e perguntar o que vai fazer para ganhar e isso motiva cada um de nós", contou. Mas a luta por bons programas exige também trabalho de campo na área de pesquisa. "A gente acompanha o que os telespectadores estão querendo, o que está na boca do povo. A gente vai para as ruas, pergunta, temos pesquisadores à paisana que perguntam sobre os programas do SBT, o que as pessoas assistem, os apresentadores que gostam. A gente gostaria de voltar à vice-liderança confortável. Vamos trabalhar para isso, mas não sei se isso vai acontecer", ponderou.

Meu pai sabe admirar artistas e produtos da concorrência e reconheceu o Danilo como artista atual'

A diretora falou ainda sobre os méritos de seu pai, o dono da emissora, ao reconhecer os produtos da concorrência e admirar os bons trabalhos. "Meu pai sabe reconhecer um bom artista, sabe admirar artistas e produtos da concorrência e reconheceu o Danilo (Gentili) como artista atual", comentou. "Ele nos deu liberdade para ir atrás das condições em que o Danilo estava", explicou. Segundo ela, assim que a conversa foi firmada, o projeto foi apresentado de maneira primorosa a Silvio Santos para que não houvesse erro. "Quando pudemos oferecer uma proposta para o meu pai, ofereci a ideia de uma maneria bem mastigadinha. Ele não gosta de piloto mal feito e de ideia pela metade", revelou ela, que também elogiou a nova aposta da casa. "Danilo é o nosso Jô moderno".

Ainda falando sobre o pai, Daniela comentou que o SBT sempre está "em uma cadeira invisível em casa", e que sempre conversa com ele e com a mãe sobre a grade de programação da emissora. Ela também comentou sobre o gosto de Silvio. "Ele adora entretenimento, humor e produtos para a família. O próprio programa dele já dá para ver o gosto que ele tem. Tudo tem que ser bem colorido e alegre."

Adoro a Rachel (Sheherazade). Gosto quando as pessoas têm opinião e podem expor"

Daniela disse durante a coletiva que não gostaria de comentar sobre as polêmicas envolvendo a jornalista do SBT, Rachel Sheherazade , mas acabou avaliando a funcionária da casa. "Adoro a Rachel. Gosto quando as pessoas têm opinião e podem expor. Acho a Rachel uma pessoa corajosa", falou ela, dando ênfase logo em seguida de que os comentários de Rachel não são a visão do SBT.

A gente vai cobrir a Copa da melhor forma possível para uma emissora que não tem os direitos de transmissão"

O ano de 2014 está movimentando o mercado do esporte por ser ano de Copa do Mundo no Brasil. Daniela admitiu que a emissora tem uma cobertura limitada para a área de esporte, mas garantiu que vai fazer uma boa cobertura do evento esportivo. "A gente vai cobrir a Copa da melhor forma possível para uma emissora que não tem os direitos de transmissão. A gente vai tentar entregar o máximo que a gente conseguir dentro da nossa capacidade de limitação."

Os investimentos da emissora para a aba de esporte poderão ser vistos na grade de programação em 2014. O programa "Arena SBT", formado pelo jornalista e comentarista Thomaz Rafael ; o jornalista, atleta e comediante Smigol; a apresentadora e atriz Livia Andrade; o humorista Alexandre Porpetone e os comentaristas Gavião e Edmílson , é a aposta para a área. "O SBT já vinha sentindo essa carência na área de esporte. Arena cabe mais na aba do entretenimento do que na de jornalismo, mas é um programa que vai agradar e vai ter a quantidade certa de entretenimento e de informação", falou.

A diretora também comentou sobre o investimento do SBT em novelas, já que não renovou o contrato com a Warner. "Gostaria que acontecesse o segundo horário de novelas, mas, se acontecer, vai ser só no ano que vem. Me orgulho que 'Carrossel' e 'Chiquititas' tenham se dado bem e não consideram que elas tenham sido para o filão infantil. Elas foram feitas para toda a família."



    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.