A atriz Bárbara Paz deu vida à estilista que foi fundamental até a metade da novela, tornou-se dispensável na reta final e retornou para atrapalhar uma história que fazia sentido

Edith
Divulgação/TV Globo
Edith

Edith ( Bárbara Paz ) desenvolveu um papel fundamental do início até a metade de " Amor à Vida " e voltou no penúltimo capítulo para uma revelação que tirou o sentido da história original. Casada com Félix ( Mateus Solano ), a estilista escondia dois grandes segredos da família: o marido gay enrustido e o seu passado como garota de programa.

Curta a fanpage do iG Gente no Facebook e receba notícias dos famosos

Do segundo segredo veio a trama que movimentou o folhetim. O último cliente da garota de programa foi César ( Antonio Fagundes ) e do relacionamento, teriam tido um filho, o Jonathan ( Thales Cabral ). Preocupado com a orientação sexual do filho, César arranjou o casamento de Félix com Edith.

A ex-garota de programa foi essencial para o sucesso de Félix até a metade da novela: apoiou as vilanias do marido, acobertou crimes, ajudou a esconder a orientação sexual dele. Até que foi expulsa da mansão dos Khoury por ter traído o marido com o mordomo por vingança. Ao perder o conforto, Edith revelou para a família que Félix era gay e começou a chantagear César, até então o pai biológico de Jonathan. Para manter a paternidade de Jonathan em sigilo, o dono do San Magno fez transações bancárias e foi descoberto. A revelação foi a virada da novela, com direito a barraco na mansão.

A partir de então, Edith ficou esquecida e a personagem foi perdendo espaço mesmo com a boa interpretação de Bárbara Paz. Em raras aparições, a estilista não se fazia mais necessária para a trama.

Para a surpresa de todos, na noite dessa quinta-feira (30), no penúltimo capítulo, Edith contou que Jonathan, na verdade, é filho de Félix e não de César, tudo não passara de uma invenção dela. A revelação bombástica foi um jeito de fazer com que a estilista voltasse a ter relevância na novela, mas não convenceu.

Félix e Jonathan já tinham se entendido, o adolescente continuava chamando o ex-vilão de pai e tudo fazia sentido. A alteração desnecessária comprometeu a história original, que era mais apimentada e empolgante do que o novo final.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.