O ator diz considerar a discussão homofóbica levantada na novela muito mais importante do que o carinho entre os personagens no fim da trama

Pré-estreia de 'Quando eu era vivo'
Foto Rio News
Pré-estreia de 'Quando eu era vivo'


Na semana em que “Amor à Vida” se prepara para exibir seu último capítulo, Antonio Fagundes se reuniu com o elenco de “Quando Eu Era Vivo” para a divulgação do longa, em São Paulo. Além de falar sobre o novo trabalho, o ator deu sua opinião ao iG sobre um possível beijo gay na reta final da novela. O casal responsável pela cena seria Niko ( Thiago Fragoso) e Félix ( Mateus Solano ).

Curta a fanpage do iG Gente no Facebook e receba as últimas notícias dos famosos

Mas Fagundes, que interpreta o pai de Félix na trama, acredita que o beijo não seja essencial para a novela. “Não acho importante o beijo gay. Por que beijo gay ou não gay? Quando você valoriza isso, é quase um preconceito ao contrário. Não tem que ter um beijo gay. Se a trama exigir isso e o autor quiser, terá. Se não, não é importante”.

Fagundes diz não saber como Walcyr Carrasco vai encaminhar a história dos dois personagens, mas afirma que o autor tem a faca e o queijo na mão, por causa do encaminhamento que deu a eles no decorrer da trama. “Ele criou um casal realmente muito simpático. O público perdoou esse cara que joga criança na caçamba e o transformou em um herói. Então, se ele quiser, ele faz. E se fizer, não vai ser nada demais. E se não fizer também não vai ser nada demais”.

O ator ainda declarou que não é o beijo o mais importante no enredo, e sim o que o autor mostrou ao longo da trama. “O importante foi ele ter jogado na sala de jantar a homofobia. Isso eu achei que foi uma coisa muito interessante de ele fazer, de uma forma que não me lembro de ter visto em televisão. Uma postura tão declaradamente homofóbica como ele fez com o César e o Félix. Teve uma cena bastante violenta nesse sentido que eu não me lembro de ter visto na televisão com essa coragem. Acho que ele pode fazer o que ele quiser".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.