Thelma Guedes, escritora de "Joia Rara", ambientada entre 1935 e 1945, explica canções de 1970 cantadas pelo personagem de Tiago Abravanel na trama. O que você acha? Vote

Odilon, interpretado por Tiago Abravanel, canta músicas de Tim Maia em 'Joia Rara'
Divulgação/TV Globo
Odilon, interpretado por Tiago Abravanel, canta músicas de Tim Maia em 'Joia Rara'

Thelma Guedes , autora ao lado de Duca Rachid da novela "Joia Rara", ambientada entre 1935 e 1945, usou o Facebook nesta terça-feira (21) para rebater críticas às canções cantadas por Odilon, personagem de Tiago Abravanel .

Em episódio recente, Odilon interpretou "Primavera", música de Tim Maia da década de 1970, gravada no mínimo 25 anos após a época da trama. "Para quem estranhou 'Primavera' sendo cantada por Odilon", escreveu Thelma, compartilhando uma nota publicada pelo site da novela justificando a "licença poética".

"Músicas não são daquela época"

"Esclarecimento. 'Joia Rara' é uma novela ambientada entre 1935 e 1945, porém, antes mesmo do folhetim ir ao ar, de acordo com uma das autoras, Thelma Guedes, as músicas tocadas no cabaré não seriam necessariamente daquela época. 'Vai ser difícil ver uma obra nossa que não tenha alguma coisa de fantasia. Isso é uma característica nossa. Em qualquer ficção, o que deve prevalecer é a verossimilhança, não a verdade. Você faz um contrato com o seu telespectador. No primeiro capítulo, mostra a história e estabelece os parâmetros. Joia Rara é uma reinvenção de um tempo que, para nós, poderia ter sido assim. Temos um cabaré, por exemplo, que é uma invenção. As músicas que serão tocadas lá não são daquela época. A ficção tem este papel, é o sonho coletivo', adiantou. Portanto, mesmo sendo uma novela fiel ao conteúdo histórico da época, a mesma não deixa de ser uma ficção e, obviamente, abre espaço para belas canções de qualidade como 'Primavera'. Administração".

Curta a fanpage do iG Gente no Facebook e receba as últimas notícias dos famosos

Na rede social da autora, é possível notar que parte do público ficou descontente. "Eu entendo a licença poética, mas com todo o respeito, não gostei, ele só canta Tim Maia. Está na hora de virar o disco", reclamou uma fã da trama. "Novela e trilha sonora de altíssimo nível", reabateu outra internauta. O que você acha sobre o tema? Vote na enquete abaixo.





    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.