Em entrevista ao iG, apresentador garante que não ficou chateado com a recusa da emissora em exibir a atração


Depois de ter seu especial de Natal vetado pela Band , Danilo Gentili mostrou que não ficou chateado com a emissora e ainda deu razão ao canal pela decisão. "Disseram que não está adequado para a noite de Natal. E, na boa? Acho que não estava", diverte-se o apresentador do "Agora é Tarde".

Curta a fanpage do iG Gente no Facebook e receba notícias dos famosos

Danilo afirmou ainda que concordou com a decisão da direção do programa em proibir sua exibição. "Foi o mais sensato não deixar ir ao ar. Passamos dos limites mesmo em alguns momentos. Mas a ideia era justamente essa: fazer o único programa antinatal a ser exibido na noite de Natal numa TV aberta", afirmou o apresentador, que ainda completou: "Acho que têm momentos malucos demais, mas que agradaria em cheio quem está procurando ver na TV outra coisa que não seja filme de Papai Noel ou missa. Experimentamos fazer algo maluco e saiu do controle."

Danilo, que tem seu contrato com a emissora válido até 2014, garantiu que o programa ficará guardado. "Será como um 'episódio perdido do Chaves'". Ele contou o que aconteceu nas gravações. "Fizemos piadas brincando com o Natal, um presépio humano e também uma ceia apenas com pessoas como eu: malucos e lunáticos que você jamais receberia para jantar na sua casa e que certamente não têm com quem passar o Natal. Terminou com convidado tendo que ser levado por segurança e com guerra de comida", disse ele, que afirmou ter se divertido. "Só não sei se seria divertido de assistir."

O apresentador declarou que sempre ouviu os conselhos da emissora e que se fosse pedido uma nova filmagem aos moldes do canal, não teria problema em atender. "Mas novo especial de Natal só no ano que vem. Esse ano estou cansado."

Se o especial de Natal do "Agora é Tarde" não virá esse ano, Danilo vai gravar um para celebrar o Ano-Novo, seguindo a solicitação da Band. "Vai ficar bem legal", disse ele, que ainda brincou sobre convites de emissoras concorrentes. "O canal Sexy Hot ofereceu para mim o 'Agora Arde'."

E falando em emissora concorrente, o apresentador afirmou que não teria problemas em voltar ao "CQC" agora que a repórter Mônica Iozzi deciciu deixar a atração . "Se eu fosse dois, (toparia voltar), com certeza. Amava cobrir Brasília."

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.