A atriz, primeira opção para fazer Capitu, personagem que consagrou Giovanna Antonelli em "Laços de Família", admitiu falta de experiência há 13 anos e agora quer voltar


Recentemente, o diretor Ricardo Waddington surpreendeu ao revelar detalhes dos bastidores da novela "Laços de Família" , exibida há 13 anos na Globo. Na ocasião, ele contou que  Giovanna Antonelli  não era a primeira opção para interpretar a personagem Capitu, papel que consagrou a atriz. "Giovanna fez o teste, ficou nua e tudo. A Vanessa Machado   também fez o teste e, pelo físico, ficaria com a Capitu e a Giovanna seria a amiga, Simone. Começamos a fase da leitura e falei: 'Errei, quebrei a cara. Não é isso'. A Giovanna ganhou proporção nacional e hoje é o que ela é a partir dessa adequação de personagem", comentou Ricardo.

Curta a fanpage do iG Gente no Facebook e receba as últimas notícias dos famosos

Vanessa e Giovanna em 'Laços de Família': 'Até hoje é uma festa quando nos encontramos'
Reprodução
Vanessa e Giovanna em 'Laços de Família': 'Até hoje é uma festa quando nos encontramos'

Em entrevista ao  iG,   Vanessa lembrou que, naquela época, sentiu-se aliviada com a decisão de Waddington. "Superconcordei com ele porque, na verdade, a Giovanna tinha mais experiência. Era minha estreia, eu estava supernervosa. Não ser a Capitu tirou um peso enorme das minhas costas. Tem ator que fica marcado para sempre como ruim porque mandou mal na estreia. Depois ele pode até melhorar, mas as pessoas não esquecem", analisa ela. "Não me incomodei porque minha personagem foi ótima, me projetou, me levou para outros trabalhos e as pessoas me reconhecem na rua até hoje com muito carinho", contou sobre Simone, que também era uma garota de programa na trama de Manoel Carlos .

Tem ator que fica marcado para sempre como ruim porque mandou mal na estreia. Depois ele pode até melhorar, mas as pessoas não esquecem"

Com 1,80m de altura, Vanessa afirma ter afastado o assédio dos homens apesar da personagem provocante, que aparecia de lingerie em muitas cenas da novela. "Como sou muito grande, minha postura dá uma embarreirada nas pessoas. Eu sou maior do que todo mundo", diverte-se. A altura, inclusive, foi motivo de piadinhas a respeito da sexualidade da atriz na época. "Não sei de onde surgiram os boatos de que eu era um homem operado (transexual), mas eu ria muito disso, não era um problema para mim."

Longe da TV desde 2008, quando interpretou Rebeca Braga na novela "Dance Dance Dance", da Band, seu quinto trabalho como atriz, Vanessa mudou de profissão. Atualmente, aos 38 anos, dedica-se a reunir convidados vips para três festas fixas no Rio de Janeiro. "Sou promoter desses bares e boates e, como não tem nada que eu ame mais no mundo do que receber as pessoas, fazer festas e reunir os amigos, está sendo ótimo", explicou ela, que está solteira depois do fim do terceiro casamento, com o empresário Joaquim Pedro Bertoletti ,. "Depois que me casei (em 2007), quis ficar em casa, cuidar do marido, o tempo foi passando e não fiz mais nada na TV. Até estou pensando em retomar a carreira, quero muito voltar para a televisão, tenho saudade. O primeiro passo é as pessoas saberem que estou a fim. Acho que vou fazer uns cursos e procurar algumas pessoas que conheço", comentou ela, que mora sozinha em um apartamento no bairro da Gávea, no Rio. "Foi com meu trabalho que consegui comprar meu primeiro esse imóvel antes dos 30 anos, sonho que eu tinha desde quando era criança e sonhava em morar sozinha", completou.

Não sei de onde surgiram os boatos de que eu era um homem operado (transexual), mas eu ria muito disso, não era um problema para mim"

Casamento aos 16 anos

"Em Goiânia, onde nasci, era normal, pelo menos na minha época, a menina se casar cedo. Então, quando fui pedida em casamento, aceitei, mesmo tendo apenas 16 anos. Na época, estava fragilizada por causa da morte do meu pai e precisava de proteção. Mas foi um erro, o casamento durou só um ano." Vanessa ainda fala sobre o assassinato do pai. "O crime não é algo resolvido na minha vida. O assassino fugiu e não foi achado até hoje. Sinto muito a falta do meu pai, mas não há algo que possa fazer", lamenta.

União com Otávio Mesquita

Quando se separou, Vanessa mudou sozinha para São Paulo e conheceu o apresentador  Otávio Mesquita,   seu segundo marido. "Quando casei com o Otávio, a gente estava superapaixonado. Mas ele tinha uma vida irregular, viajava muito. Ele queria sempre alguém que o acompanhasse, mas nunca gostei de ser dondoca", justificou, sobre a iniciativa de seguir carreira artística. "Comecei a fazer cursos de interpretação para ganhar meu próprio dinheiro sem me prender tanto, fazendo comerciais, campanhas. Foi quando fiz a oficina de atores da TV Globo, que mudou a minha vida. Foram seis meses de curso e, nesse tempo, o casamento com o Otávio degringolou e fui para o Rio começar tudo do zero."

Até estou pensando em retomar a carreira, tenho saudade. O primeiro passo é as pessoas saberem que eu estou a fim"

Enquanto era casada, a atriz era conhecida como Vanessa Mesquita, sobrenome que teve que "devolver" ao ex-marido. "Eu sabia que aquele sobrenome não ficaria comigo para sempre. Mas até hoje as pessoas ainda acham que me chamo assim." Do ex-marido, ela garante não guardar mágoa. "Ainda tenho contato no Facebook com os filhos dele, do primeiro casamento. Sempre fui uma 'ótimadrasta'. Sempre me dei muito bem com os filhos dos meus namorados. Como nunca vivi a situação de estar bem na carreira e no casamento simultaneamente, nunca estive no momento propício para ser mãe. E, também, meu relógio biológico não bateu.".

Vanessa Machado, aos 38 anos: 'Tenho vontade de voltar para a TV'
Reprodução/Arquivo pessoal
Vanessa Machado, aos 38 anos: 'Tenho vontade de voltar para a TV'




    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.