Autor faz constantes alterações nos capítulos, o que tem causado atraso nas gravações


O clima nos bastidores de “Pecado Mortal”, novela de estreia de Carlos Lombardi na Record, está acelerado. A equipe anda enlouquecida com as diversas alterações que o autor faz na trama. Segundo pessoas que trabalham na trama, ele não para de incluir cenas e adendos em capítulos que já estavam prontos e aprovados pela direção. “Realmente está tudo atrasado. A situação se complicou ainda mais depois do corte que tivemos”, disse uma fonte do iG de dentro do RecNov.

Curta a fanpage do iG Gente no Facebook e receba notícias dos famosos

A cidade cenográfica da favela fictícia, chamada na história de Morro do Pinguim, que está sendo construída no bairro de Guaratiba, no Rio, parece ser a única que está dentro do cronograma. As gravações estão atrasadas e até o momento não há nenhum capítulo finalizado.

Para agravar ainda mais a situação, a novela está sendo rodada com a câmera Arri Alexa, a mesma usada na minissérie “José do Egito”. O processo para utilizar o equipamento é mais demorado que o normal, e, com a última leva de demissões no RecNov, vários funcionários que sabiam operar e montar a câmera foram dispensados.

“Pecado Mortal” se passa nos anos 1970 e tem estreia prevista para o final de setembro. Alexandre Avancini , parceiro de Lombardi em várias novelas da Globo, como “Quatro Por Quatro”, “Uga Uga” e “Kubanacan”, é o diretor-geral. No elenco, a Record escalou nomes de peso, como Paloma Duarte , Simone Spoladore , Juliana Didone , Guilherme Winte r, Mel Lisboa , Fernando Pavão , Cláudio Heirich , entre outros.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.