Em entrevista ao programa "Roberto Justus +", ex-Polegar fala sobre sua experiência com as drogas e conta que chegou a praticar assaltos armado

Em participação no programa "Roberto Justus +", que vai ao ar neste domingo (21), na Record, o ex-integrante do grupo "Polegar", Rafael Ilha , de 40 anos, falou sobre sua experiência com as drogas e sobre o drama que viveu por causa da dependência química. 

Curta a fanpage do iG Gente no Facebook e receba as últimas notícias dos famosos

O ex-cantor disse que chegou a morar nas ruas e praticar assaltos armado durante crises de abstinência. "Fui pra debaixo da ponte, a droga acabou, falei: e agora? Vou roubar. Descolei uma arma com um traficante e comecei a roubar para o consumo de drogas. Fumava cerca de 60 pedras de crack por dia. Tive 10 overdoses. De todas as drogas que já experimentei, o crack é a mais devastadora”, contou ele.

A atração recebe ainda o psiquiatra Marcelo Araújo , o produtor musical João Estrella - que teve sua história contada no filme "Meu Nome Não é Johnny" - e Rafael Nunes , o "Mendigato", ex-modelo viciado em crack, que tornou-se morador de rua e ficou famoso após ter sua foto divulgada nas redes sociais.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.