Apesar de ser o mocinho de “Flor do Caribe”, ator nega o título de protagonista e fala das dificuldades em gravar longe do filho


“Sem pressão nenhuma”. Com essa frase Henri Castelli garantiu estar tranquilo para interpretar Cassiano, em “Flor do Caribe”, próxima novela das seis. Durante a festa de lançamento da trama, na noite deste sábado (23), em São Paulo, apesar de ser o mocinho da história, o ator surpreendeu ao negar o título de protagonista. “Foi-se o tempo que a novela tinha o nome como ‘O Astro’, ‘Gabriela’. Acho que uma novela só se faz em grupo. Não sou unanimidade em um lugar. O Brasil não me ama. Umas gostam, outras não. É um direito de cada um. Uma novela se faz em grupo, senão se chamaria ‘Henri’. É o pessoal da luz, que carrega o cabo da câmera, sem ser clichê, mas isso faz toda diferença. Se não está integrado com eles, nada disso acontece”, respondeu.

Siga o Twitter do iG Gente e acompanhe todas as notícias dos famosos

Mas apesar disso, o ator assumiu que o papel, por ser um dos principais da novela, tem seus percalços. “A novela é uma renúncia de muita coisa. Moro em São Paulo, gravo no Rio, meu filho mora em São Paulo, minha mãe. Gravo trinta dias sem voltar para casa. Morrendo de saudade e ao mesmo tempo fazendo um trabalho que me emocionou. Está complicado, mas tudo bem! É pelo meu filho, por mim! Ele entende sempre”, contou, sobre Lucas, de 6 anos, de seu casamento com Isabeli Fontana .

Mesmo assim, o ator disse estar muito feliz com esse personagem. “Tudo é recompensado ao fazer um trabalho que ama, que gosta. Tem dificuldade e não tem. A novela é pura ação, ritmo, você se supera muito. Eu me proibi, nessa novela, de nenhum dia acordar de mau humor. Era obrigatório acordar todos os dias feliz, é um esforço que compensa”, concluiu.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.