Socialite responde a comentário do diretor do "Programa da Tarde", Vildomar Batista, e explica as razões de ter trocado de emissora

Val Marchiori não gostou do comentário que o diretor do "Programa da Tarde", da Record,   Vildomar Batista , fez numa entrevista ao portal R7 sobre sua saída da emissora. "A Val cuspiu no prato que comeu. Estou decepcionado com a atitude dela. A gente tinha acertado o novo contrato dela, ela ficou de voltar em dois dias, mas não apareceu. Comigo não trabalha mais. Fechou as portas", disse ele, que a dirigia num dos quadros da atração.

Siga o Twitter do iG Gente e acompanhe as notícias dos famosos

A socialite enviou um comunicado ao iG no qual se defende das acusações e explica os motivos de ter trocado a Record pela Band, onde volta a participar do reality show "Mulheres Ricas". Segundo Val, ela não estava satisfeita com o espaço que tinha na Record. "Manifestei minha intenção de ter uma efetiva participação no 'Programa da Tarde' e saí da emissora com a seguinte afirmação 'é isso ou é isso, você pega ou larga.''

Leia o comunicado na íntegra: 

"Ante todas as indagações e especulações sobre minha saída da Record para a Rede Bandeirantes, entendo necessário fazer os seguintes esclarecimentos:

1. Por dias estivemos sentados à mesa de negociações, eu, o meu agente Dr. Sérgio D’Antino, bem como o Sr. Vildomar Batista.

2. Disse a eles o que a Band me oferecia e o que eu desejava para continuar nesta emissora que me é tão cara.

3. Manifestei minha intenção de ter uma efetiva participação no Programa da Tarde, bem como de aprender com o diretor Vildomar Batista como me tornar melhor profissional de televisão, mais do que isso, os informei que havia descoberto o que quero e o que gosto de fazer, queria aprender.

4. Infelizmente eles não cobriram a proposta da Band, bem como não acenaram com nada melhor do que eu já tinha, que saliente-se, tinha deixado claro não me era suficiente.

5. Na última reunião, saí da emissora com a seguinte afirmação “é isso ou é isso, você pega ou larga” e “se você não aceitar eu pago a multa”. Não aceitei os termos propostos para renovação. Comuniquei o meu agente e lhe disse que passaria a negociar com a Band. Pedi que a Record fosse informada da minha decisão.

6. Aceitei o contrato da Band, mas me coloquei à disposição para concluir o meu contrato, comuniquei formalmente tal fato para a Record, não foi aceito, não mais fui convidada (convocada) para qualquer gravação. Então, presumo que não me desejam mais em seus quadros.

7. Não “cuspi no prato que comi”, jamais faria isso! Sinto muito se portas foram fechadas, preferia mantê-las abertas. Gosto da casa, tenho profunda admiração pelos profissionais que a compõe, inclusive o Sr. Vildomar Batista, mas não posso, por causa disso, aguardar a disponibilidade deles para me contratar, nas condições por eles determinadas, não atendendo minhas propostas, sem qualquer vantagem ou garantia.

8. Hoje estou na Band, firmei um contrato apenas para o Mulheres Ricas (possibilidade que eu tinha solicitado na minha contratação e que não foi aceita), a partir do último episódio, estarei livre para ser contratada. Desejo continuar trabalhando em televisão, farei cursos, treinamentos, etc., quem quiser me contratar...

9. Fico muito triste com tudo o que ocorreu, mas nunca deixei de manifestar meus desejos, bem como minha insatisfação diante do que me foi oferecido.

É hora de correr atrás dos meus sonhos, dos meus desejos, de minhas realizações e o farei, sempre tratando com o zelo e cuidado que as relações merecem.

Val Marchiori"

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.