O fotógrafo poderá ser condenado a um ano de prisão e multa de R$ 58 mil

O policia francesa está tomando todas as medidas necessárias para prender rapidamente o paparazzo que fez as fotos de Kate Middleton de topless. Segundo o jornal "The Mirror", o responsável poderá ser condenado a um ano de prisão e ainda pagar uma multa no valor de 36 mil libras (R$ 58 mil). A polícia já teria o nome do responsável.

As fotos da duquesa de Cambridge foram publicadas primeiramente pelo revista francesa "Closer", e o casal real logo entrou na Justiça contra a publicação das imagens. O editor chefe do Veículo disse que contratou um freelancer para correr atrás deles, durante a vissita do casal à  França. Mas a revista se recusa a fornecer o nome dele.

A lei francesa assegura o direito de não revelar a identidade do paparazzo, por proteção às fontes jornalísticas.

Siga o iG Gente no Twitter e recebe notícia dos famosos

A polícia acredita que haja mais de 200 fotos da intimidade do casal. Segundo uma fonte próxima da família real, os dois estão empenhados para que a justiça seja feita com o responsável pelas fotos. Eles desejam que o paparazzo vá preso e sirva de exemplo para outros casos como esse.

Segundo o jornal "The Mirror", era comentado na França de que o responsável pelas fotos seria o mesmo paparazzo que perseguiu a Princesa Diana, quando ocorreu o acidente de carro, em Paris, em agosto de 1997, que ocasionou sua morte. O fotógrafo, por sua vez, nega veemente que tenha alguma relação com as imagens de Kate Middleton.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.