Com a revelação de Carminha como a assassina de Max, a novela bate seu recorde e atinge média de 51 pontos no Ibope.

“Avenida Brasil” chegou ao fim nesta sexta-feira (19) e mobilizou o público, que queria saber: quem matou Max ( Marcello Novaes )? Carminha foi a culpada pelo assassinato. 

Siga o iG Gente no Twitter e receba as últimas notícias dos famosos

A trama que teve grande repercussão durante toda a sua exibição também foi bem no Ibope. O último capítulo da novela marcou 51 pontos de média com pico de 54. O capítulo de maior audiência até então  tinha sido o qual mostrou a expulsão de Carminha ( Adriana Esteves ) da mansão de Tufão ( Murilo Benicio ), que marcou 49 pontos de média e pico de 52.

A novela começou as 21h10 e já tinham 40 pontos de audiência. Anteriormente o "Jornal Nacional" marcava 37 pontos. Quando Carminha foi presa, já estava em 49 e o primeiro bloco fechou com 51 pontos no Ibope. O Casamento de Cadinho ( Alexandre Borges ) com suas três mulheres, Noêmia ( Camila Morgado ), Alexia ( Carolina Ferraz ) e Verônica ( Débora Bloch ), atingiu 52.8, e o final do quarto bloco, logo que Carminha deixa a Casa de Detenção e chega ao lixão, atingiu 54 pontos.

Apesar do grande sucesso, o folhetim de João Emanuel Carneiro não foi recorde de audiência se comparado com o capítulo final das últimas novelas. "Avenida" foi superior a “Fina Estampa” (2011), com 46 pontos de média e pico de 50, “Insensato Coração” (2011) - teve 47 pontos e 50 de pico -, e “Viver a Vida” (2009) - 46 pontos de média e 52 de pico.

No entanto, foi inferior a "Passione" (2010), com 52 pontos de média e pico de 58 e “Caminho das Índias” (2009), que obteve impressionantes 54 pontos de média e pico de 59.

A autora de "Caminho das Índias", Glória Perez , que estará a frente da próxima trama das 21h, “Salve Jorge”, é a campeã de audiência dos últimos tempos. Além de um ótimo Ibope com o final da trama de Raj e Maya, sua novela “América”, de 2005, marcou 66 pontos de média e pico de 70 e atingiu um dos maiores números de audiência da televisão brasileira nos últimos anos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.