Carol Vieira e coreógrafo do balé do "Domingão" falam sobre os atributos que as garotas precisam ter para ingressar no balé


Há 23 anos no ar, Fausto Silva sempre aparece acompanhado nos palcos por suas bailarinas no programa dominical da Rede Globo. Atualmente, 32 garotas compõem o balé do “Domingão do Faustão”, que a cada dia vem ganhando mais destaque. Nos últimos anos, em especial, com a "Dança dos Famosos".

Com o quadro, as garotas têm a oportunidade de mostrar melhor o talento e aumentar os ganhos já que, a cada domingo como professora, recebem um cachê além do que está no contrato. “A gente nem comemora tanto por causa do dinheiro à parte, mas porque é um quadro tem muita evidência no programa e podemos mostrar melhor nosso trabalho”, afirma Carol Vieira . Formada em jazz contemporâneo, balé clássico, flamenco e sapateado, a bailarina de 29 anos compõe o balé há dez e é a mais antiga do grupo.

Siga o iG Gente no Twitter e acompanhe todas as notícias dos famosos

Assim como todas as colegas, ela passou por uma seleção, na qual a formação em dança não é quesito essencial. “A maioria não é formada. Tem menina que nunca dançou. O critério não é saber dançar muito. É saber se mexer, ter coordenação e ser bonita”, enumerou Carol.

Jayme Praça , diretor do "Domingão", concorda: "Ser formada em dança não é uma obrigatoriedade, mas é importante ter alguma experiência na área".

Seletiva

 O coreógrafo do grupo,  Sylvio Lemgruber , diz que o fato de as garotas não serem profissionais não interfere no resultado final. “Não é um corpo de baile do Municipal. Não são formadas em clássico, mas dançam ritmos mais populares. Utilizo o potencial de cada uma e acabo conseguindo aproveitar bem a diferença entre elas”, explica ele.

O coreógrafo aproveita para traçar algumas características importantes, além da coordenação, para aquelas que querem tentar uma vaga. A seletiva acontece periodicamente e conta sempre com muitas concorrentes e, além de destacar as escolhidas, também é formada uma lista de espera, caso alguma das selecionadas desista.

“Não é nem para entrar no Faustão, mas quando você expõe o corpo na categoria dança, tem que ter um corpo adequado. E beleza. A fotogenia é televisiva. No nosso caso, a gente sempre quer muito que, além da beleza exterior, as meninas tenham cultura, bagagem. Às vezes o Fausto pergunta alguma coisa para elas, se não souberem conjugar o verbo direito, fica difícil”, aponta o coreógrafo.

"Procuramos sempre ter mulheres que representem a beleza e diversidade da brasileira", completa Jayme.

Já dentro do grupo, as garotas ensaiam duas vezes por semana (às quintas e sextas-feiras), das 13h às 17h, além do dia do próprio programa.

"Dança dos Famosos"

Para o quadro do Dança, há uma outra seleção para decidir quem se tornará a parceira dos famosos participantes. De acordo com com Jayme, a escolha das bailarinas é feita pela produção de acordo com o perfil do elenco selecionado para cada edição. “São escolhidas aquelas que têm mais talento, mais conhecimento de ritmo. Entra o perfil, que tem que fazer certa harmonia delas com os famosos, a altura... São vários componentes”, explica também Sylvio Lemgruber.

Fama além do "Domingão"

Atualmente, muitas das bailarinas têm mostrado seus passos em outros palcos, como as que são destaque em revistas masculinas ou se tornam assistentes de palco do Faustão, caso de Carla Prata e Carol Nakamura . Outras também acabam ganhando espaço na mídia ao iniciar um relacionamento com famosos. Mirella Santos , por exemplo, começou o romance com  Latino quando ainda fazia parte do balé; e Nana Nassif , namorada do sertanejo Matheus , parceiro de Jorge , são algumas delas.

A atriz Thaíssa Carvalho também já deu suas piruetas no balé do Faustão e após sua saída atuou em novelas como “Viver a Vida”, “Caminho das Índias”, entre outras. Tem também o caso de Robertha Portella , que ganhou espaço na Record e atualmente, está no reality show “A Fazenda 5”. “A maioria que entra no balé já pensa em ser atriz e ter outro caminho lá dentro. Elas  acham que esse é o caminho”, afirma Carol Vieira, que entrou no balé focada apenas na dança.

“Não penso em ser atriz. Depois de dez anos, como o balé renova muito, sou a única que fiquei da minha época. Agora que estou começando a pensar”, declara a dançarina, que já recebeu a proposta de Faustão para se tornar uma de suas assistentes. 

Mas por enquanto, optou pelo não. “Sou tímida demais. Não me sinto confortável em pegar o microfone, fazer entrevistas. Aceitaria estudar primeiro para depois assumir outro ramo. Mas minha paixão mesmo é dançar. Amo o que faço, trabalho todos os domingos com todo amor do mundo. Prefiro fazer o que tenho certeza que faço bem”, explicou Carol Vieira.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.