Apelativa, chata, sem ritmo, interessante, engraçada, luxuosa... são muitos os comentários. E você, o que acha?

CONFIRA NA GALERIA ACIMA QUEM ATUOU NA VERSÃO ORIGINAL DE "GABRIELA" E QUEM ATUA NA VERSÃO 2012

O remake de "Gabriela" , no ar às 23h na Globo, divide opiniões. Enquanto alguns acompanham e se envolvem com a trama, muitos outros criticam a novela. Há quem tenha desistido de assistir, por considerar o remake ruim. Ou ainda: que ele não tem nada a ver com a versão original.

Siga o iG Gente no Twitter e receba as últimas notícias dos famosos

De fato, o remake de 2012 é bastante diferente da versão de 1975. Basicamente, pode-se afirmar que a novela original tinha um tom mais denso e sério. Contribuía para isso o fato dela ter sido exibida às 22h em 1975 - na época, a faixa era destinada às novelas intelectualizadas, e nesse horário muita gente já estava dormindo. E como vivia-se debaixo de uma ditadura militar, a novela aproveitava a obra escrita por Jorge Amado em 1958 para destrinchar o lado político da história - em uma tentativa de abordar indiretamente a repressão política dos anos 1970.


Já o remake de 2012 não dá tanta ênfase para o lado político, e prefere focar nas questões afetivas e sexuais. Assim, o erotismo e o sexo tornam-se mais explícitos e diretos, com cenas de nudez., o que leva certa parcela do público a acusar a novela de apelativa.

Outra abordagem nova é o humor. Se na versão 1975 o humor surgia sutilmente, em um ou outro momento, na versão 2012 busca-se muito mais o lado irreverente de cada personagem, e alguns são quase caricaturais -poderiam tranquilamente ter saído de algum programa humorístico como o "Zorra Total". Por fim, o ritmo cinematográfico da trama é visto por muita gente como "lento", que deixa a trama arrastada em alguns momentos.


Portanto, iG Gente quer saber: você está assistindo "Gabriela"? E por quê? Vote na enquete e dê sua opinião nos comentários. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.