Hubs de Gente

enhanced by Google
 

Taís Araújo

Posição no Ranking dos famosos:
Compartilhar:
  • Nome

    Taís Araújo

  • Idade

    32 anos (25/11/1978)

  • Naturalidade

    Rio de Janeiro (RJ)

  • Signo

    Sagitário

  • Status

    casada com o ator Lázaro Ramos

Com sua beleza extremamente natural, Taís Araújo não só provou seu talento na televisão, cinema, palcos, jornais e passarela, como também abriu os olhos dos brasileiros para a desigualdade racial. Primeira negra a ocupar papeis de destaque na televisão brasileira, a atriz encara sua própria carreira como um trabalho cuja função é, sobretudo, social. É casada com o ator Lázaro Ramos.

Ler biografia completa

FAMOSOS RELACIONADOS

  • Carolina Ferraz
  • Mariana Ximenes
  • Thiago Lacerda
  • Cléo Pires
  • Camila Pitanga
  • Lázaro Ramos

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Todas as notícias

Taís Araújo no Twitter

Siga o Twitter do iG Gente

Biografia completa de Taís Araújo

BIOGRAFIA

Taís Araújo nasceu em um família de classe média alta no Rio de Janeiro – seu pai, Ademir, era economista, e a mãe, Mercedes, era pedagoga. Mas a segurança financeira que permitia pagar boas e caras escolas nunca fechou seus olhos para a desigualdade racial. Na escola, uma colega havia perguntando se quem pagava os seus estudos era a patroa da mãe dela, supondo que uma família negra não pudesse ter condições de pagar as mensalidades. O episódio marcou logo cedo a vida da atriz, que passou a ter verdadeira adoração pelo líder da resistência contra o apartheid na África do Sul, Nelson Mandela. O mesmo entusiasmo a faria, anos mais tarde, viajar até os Estados Unidos para assistir à posse de Barack Obama, o primeiro presidente negro do potência mundial.

Sua vida como modelo começou quando tinha apenas 11 anos. Aos 14, fez figuração na abertura da novela “Pátria Minha”. Contudo, foi apenas aos 15 que iniciou sua carreira como atriz no papel de Bernarda em “Tocaia Grande”, da extinta TV Manchete. Mesmo já tendo ingressado na televisão, a jovem ficaria, aos 17 anos, na dúvida entre seguir a carreira artística e estudar Odontologia. Justamente nesta época, ganhou o papel de protagonista da novela “Xica da Silva”. Era a primeira vez que uma atriz negra era o centro da trama na televisão brasileira. A novela foi exportada para diversos países, fazendo com que a nova atriz rapidamente ficasse conhecida mundialmente e fosse eleita pela revista “People” de 2000 um dos 50 rostos mais bonitos do mundo.

Em 1997 Taís fechou contrato com a Globo para formar o elenco da novela “Anjo Mau”. No ano seguinte ingressou também no cinema participando do filme “Caminho dos Sonhos” (uma carreira que, nas telonas, seria consagrada em 2003 e 2004, respectivamente, com os filmes “Estrela Solitária” e “As Filhas do Vento”). Na televisão foi acumulando personagens coadjuvantes, como Selma de “Porto dos Milagres”, em 2001, e Dandara em “O Quinto dos Infernos”, de 2002. Foi em 2004 que Taís Araújo assumiu na emissora carioca o papel de protagonista em “A Cor do Pecado”, no papel de Preta. O enredo foi transmitido em mais de cem países. Em “Cobras e Lagartos”, de 2006, a atriz incorporou sua primeira vilã e, mesmo não sendo protagonista, arrancou a atenção do público como se fosse a personagem principal.

Graduada em Jornalismo em 2008, Taís Araújo chegou a assinar matérias para a Folha de S. Paulo e para a revista Marie Claire. No embalo, conquistou um espaço especial no GNT com o programa “Superbonita”. Foi morar na França para estudar, mas teve os planos interrompidos pelo convite de Manoel Carlos para assumir o papel de Helena – nome dado a todas as protagonistas de novelas por ele escritas – em “Viver a Vida”, de 2009. Entretanto, duras críticas foram feitas em relação a sua atuação e química com o seu par romântico interpretado por José Mayer. Em 2010, distante da televisão, assumiu dois enredos nos palcos: “Gimba, o Presidente dos Valentes” e “Amores, Perdas e Meus Vestidos”.

<span>Taís Araújo com cabelos lisos no papel de Alicia na novela A Favorita</span> - <strong>Foto: Divulgação</strong> <span>Taís Araújo no papel de Helena na novela Viver a Vida</span> - <strong>Foto: Divulgação/Globo</strong> <span>Taís Araújo e seu marido o ator Lázaro Ramos</span> - <strong>Foto: Divulgação</strong> <span>Taís Araújo em desfile da marca TNG ao lado do amigo e ator Thiago Lacerda</span> - <strong>Foto: Divulgação</strong>


Assim que “Xica da Silva” foi ao ar, toda a atenção se voltou para a adolescente atriz que assumia o primeiro papel como protagonista negra de uma novela no Brasil. Durante as gravações, completou 18 anos e apareceu nua em uma cena da novela, causando um verdadeiro reboliço. Entretanto, apenas em 2009 apareceria em um ensaio nu ao lado as colegas da televisão Giovanna Antonelli e Carolina Dieckmann.

Em 1999, Taís Araújo teve começou um relacionamento conturbado com o pagodeiro Netinho de Paula. Na época, a mãe da atriz chegou a declarar que não era a favor do namoro por diversos fatores, entre eles por Netinho ter tido um histórico de agressão contra a ex-mulher e os quatro filhos. Mesmo a contragosto dos pais, a atriz ficou com o cantor durante três anos, até descobrir - por intermédio da secretária do rapaz - que Netinho teria engravidado outra mulher. Em uma entrevista realizada em abril de 2010 no programa “Márcia”, o ex-integrante do Negritude Jr. afirmou que ela foi o amor de sua vida e que o seu desejo era ter tido um filho com Taís.

Taís ficou um ano sozinha, até que encontrou o lutador de jiu-jitsu Márcio Feitosa. Embora a atriz tenha afirmado, na época, ter planos para oficializar a união, o noivado terminou em 2004. No ano seguinte, casou-se com o consagrado ator Lázaro Ramos. Em março de 2008 os dois se separaram. Taís logo assumiu o namoro com o empresário Allan Espinosa, que durou apenas cinco meses. Para surpresa de muitos, em novembro de 2008 Taís e Lázaro Ramos reataram o casamento.

O ano seguinte teria começado bem com o convite de Manoel Carlos para assumir o papel mais importante de “Viver a Vida”. Mas imprensa não foi nada amistosa, e rumores indicavam que Taís Araújo chegava a chorar lendo as críticas sobre sua atuação – fazendo com que colegas de estúdio chegassem a esconder os jornais que chegavam à emissora. Em maio de 2010, Fernanda Lima alfinetou mais: durante uma entrevista, a modelo afirmou ter sido nítido que o papel de Helena não era para ela. Depois, foi a vez do também consagrado autor de novelas Aguinaldo Silva disparar. Ao iG, afirmou que faltou à trama justamente o componente racial: “Você não pode ter uma atriz negra na novela como se fosse uma branca”. A despeito das discussões, Taís permanece no cargo de embaixadora da paz em Angola desde 2000.

Brilho é o que não falta para Taís Araújo: em sua segunda novela foi logo protagonista e ficou conhecida além do território verde e amarelo por conta de sua atuação e beleza. O trabalho em “Xica da Silva” abriu muitas portas - recebendo inclusive o Troféu Imprensa como atriz revelação. Em 2004, Preta foi a primeira personagem principal e negra da Rede Globo, da trama “Da Cor do Pecado”. Apesar de ter escorregado um pouco na interpretação de Helena do renomado autor Manoel Carlos em “Viver a Vida”, retornará às telas na próxima novela das seis.

Televisão

1995: “Tocaia Grande”
1996: “Xica da Silva” - TV Manchete
1997: “Anjo Mau”
1998: “Meu Bem Querer”
1999: “Betty, a Feia” (participação especial) e “Mulher”
2000: “Uga Uga”
2001: “Porto dos Milagres”
2002: “O Quinto dos Infernos”, “Brava Gente” (participação especial) e “A Grande Família” (participação especial)
2004: “Da Cor do Pecado”
2004/2005: “Correndo Atrás”
2005: “América”
2006: “Cobras e Lagartos”
2006: “Superbonita” (apresentação)
2007: “Casos e Acasos”
2008: “A Favorita”
2009: “Viver a Vida”

Cinema

1998: “Caminho dos Sonhos” e “Drama Urbano”
2008: “Garrincha – Estrela Solitária”
2005: “As Filhas do Vento”
2006: “Nzinga”
2008: “A Guerra dos Rocha”

Teatro

1997: “Orfeu da Conceição”
2003: “Personalíssima”
2005: “Liberdade para as Borboletas”
2007: “Solidores” e “O Método Gronholm”
2010: “Gimba, o Presidente dos Valentes” e “Amores, Perdas e Meus Vestidos”

Prêmios

1997: Troféu Imprensa de Atriz Revelação por “Xica da Silva”
1999: Festival de Cinema Brasileiro de Miami de Melhor Atriz por “Caminho dos Sonhos”
2004: Festival de Cinema Brasileiro de Miami na categoria Melhor Atriz por “Garrincha – Estrela Solitária” e Festival de Gramado de Melhor Atriz Coadjuvante por “Filhas do Vento”
2005: Prêmio Contigo de Melhor Par Romântico com Reynaldo Giannechini por “Da Cor do Pecado”
2006: Os Melhor do Ano do Domingão do Faustão de Melhor Atriz por “Cobras e Lagartos”.

Ver de novo