Ximena Navarrete e as 89 candidatas do concurso de beleza se encontram com jornalistas para um bate papo descontraído em São Paulo

Priscila Machado, Miss Brasil
Guilherme Lara Campos/Fotoarena
Priscila Machado, Miss Brasil
Entre os diversos eventos na agenda das candidatas ao posto de Miss Universo, estava marcado um encontro com a imprensa na manhã desta quarta-feira (31), no Hotel Hilton, em São Paulo. A mais assediada, claro, foi a representante brasileira, Priscila Machado , que contou como está sendo a função de anfitriã do concurso, que acontece pela primeira vez no país. “Não está dando muito trabalho. Às vezes, eu acho que tenho um pouco mais de funções que as outras meninas. Não de fazer mais coisas, mas de ser mais solicitada para estar junto nas entrevistas e nos eventos. Por ser a anfitriã, de certa forma estou mais em foco”, analisou a namorada de Bruno de Luca .

Siga o iG Gente no Twitter e receba as notícias das celebridades em tempo real

Por conta da atarefada agenda do evento, Priscila percebeu que durante as atividades chegou a perder peso. "Não me pesei, mas vi que emagreci porque fui fazer a prova (de vestido) do Arthur Caliman e teve que ajustar da última vez", contou ela que deu uma prévia do que vai usar na final: roupas de seda com bordado e nos tons vermelho, goiaba e melancia.

Confiante para enfrentar as beldades na grande noite, uma de suas maiores expectativas será o desfile de fantasia. Ela virá de Rainha de Bateria de escola de samba, feito por Alexandre Losada, da Mocidade Alegre. “Estou apaixonada pela roupa. Vai divulgar bastante nosso Carnaval. Apesar de o Brasil ter tantas outras qualidades, acho importante divulgar esse que é o maior espetáculo da terra”, elogiou. “Acho que posso vencer pelo mesmo motivo que todas podem: a personalidade, coisa que eu considero importante para qualquer pessoa se sair bem na vida”, palpitou.

Leia também: Misses vão à praia e curtem noite de São Paulo

Catalina Robayo, Miss Colômbia
Guilherme Lara Campos/Fotoarena
Catalina Robayo, Miss Colômbia

Sem calcinha

Outra miss bastante requisitada pelos jornalistas foi Catalina Robayo , a Miss Colômbia. No último sábado, (28), a candidata foi fotografada sem calcinha – segundo ela para não marcar o vestido - durante uma aula de samba na quadra da Escola de Samba Rosas de Ouro. "Foi um acidente. Não é a primeira nem a última vez que isto acontece, mas estou tranquila porque o importante neste concurso são outras coisas, mostrar respeito e beleza. Não me afeta", disse ela que aprendeu a lição. "Aqui no Brasil aprendi a sentar direito", brincou a colombiana. Apesar do incidente Catalina está confinante em ser a próxima Miss Universo. “Há muitas candidatas boas aqui, mas a mulher mais completa é a Colômbia”, riu, demostrando bom humor após o flagra.

Já a Miss Venezuela, Vanessa Gonçalves , não acredita que poderá vencer o concurso. “Acho que vai ser muito difícil porque, em menos de três anos, tivemos duas misses venezuelanas”, disse ela sobre as misses de seu país: Dayana Mendoza, Miss Universo 2008, e Stefania Fernandez, Miss Universo 2009.

Scherri-lee Biggs, Miss Austrália
Guilherme Lara Campos/Fotoarena
Scherri-lee Biggs, Miss Austrália

Retoques

Para a maioria das misses, a cirurgia plástica é uma aliada na hora da disputa de um concurso de beleza. Mas, para a miss França, Laury Thilleman , este “requisito” está fora de cogitação. "Na França isso é proibido. As pessoas elegem a Miss pela naturalidade. É proibido fazer plástica. Eu sou uma garota real, de verdade. Mas aqui vejo que muitas meninas que fizeram plástica", disse a francesa.

Já na Austrália a operação é liberada, mas a miss australiana Scherri-lee Biggs adota a mesma postura que sua concorrente. "Sou completamente natural. Eu prefiro a beleza natural, acho que sou muito jovem para a cirurgia plástica. Mas acho bom ter essa opção e entendo quem faz", contou ela, que completou 21 anos no último sábado e celebrou com as concorrentes. “Fizeram três bolos para mim, mas me contive para não engordar”, disse.

Fã do Brasil

Praticamente brasileira Leila Lopes , a Miss Angola, que já visitou o Brasil por cinco vezes – entre Rio e São Paulo -, conta que é telespectadora de novelas nacionais. “Adorei ‘Belíssima’, ‘O Clone’ e ‘Cobras e Lagartos’”, disse. Música brasileira também é uma de suas paixões. "Gosto de Djavan, Belo, Zezé di Camargo e Luciano, Dudu Nobre e Martinho da Vila", disse Leila, que já mostrou seu gingado no carnaval deste ano. "Estive aqui para desfilar para Unidos da Tijuca como Miss Angola”, lembrou. Mas sua maior emoção mesmo foi ao conhecer seu artista predileto. "Meu ídolo é o Tarcício Meira. Fiquei ‘encharcada’ de tanta emoção quando eu o conheci no Projac”, suspirou.

Ximena Navarrette, atual Miss Universo
Guilherme Lara Campos/Fotoarena
Ximena Navarrette, atual Miss Universo

Posto oficial

Enquanto as 89 garotas se preparam para disputar o posto de mulher mais bonita do mundo, Ximena Navarrete se prepara para passar a coroa de Miss Universo e seguir novos rumos profissionais. “Estou um pouco triste, mas muito feliz e nostálgica pelo trabalho que fiz, aprendi, conheci e ajudei”, diz ela, que terá um programa de TV no México. “Vai ser exibido em todos os lugares do mundo", contou a mexicana, que está proibida de dar sua opinião sobre as suas favoritas, mas que deixa a dica de como ser a próxima Miss Universo. "Naturalidade é o mais importante. Não pode ter falsidade. O sorriso sincero é o mais importante", disse.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.