Guarda-costas do jogador negam que ele tenha se encontrado com prostituta

Continua se em processo na justiça o caso em que uma ex-prostituta, Irma Nici , acusa David Beckham de ter feito sexo com ela algumas vezes. O jogador processa Irma e a revista "In Touch Weekly", negando as afirmações. O mais recente depoimento envolveu seguranças particulares de Beckham.

De acordo com o site "RadarOnLine", dois integrantes da equipe que protege o jogador declararam que Beckham não estava nos locais e datas em que supostamente teria se encontrado com Irma.

David Beckham: defendido por seus seguranças
Getty Images
David Beckham: defendido por seus seguranças


Há alguns meses, ela afirmou à revista "In Touch Magazine" que o primeiro encontro com Beckham aconteceu em 17 de agosto de 2007. Mas Joshua Dessalines e Craig Love , da empresa Gavin de Becker & Associates - uma das mais famosas no ramo da segurança -, negaram.

De acordo com relatórios feitos na época, o jogador estava viajando com o Los Angeles Galaxy - time do qual é contratado - e chegou ao seu hotel às dez horas da noite, em 17 de agosto. Na sequência Beckham solicitou uma massagem.

A massagista chegou ao quarto do jogador por volta das onze, e deixou o local escoltada por um dos seguranças por volta de uma da manhã. Segundo esse depoimento, Beckham em nenhum momento se encontrou com Irma Nici.

Irma também alega ter se encontrado com o jogador em 27 de setembro do mesmo ano, no Claridges Hotel, em Londres. Novamente os seguranças Joshua e Craig rebatem, alegando que viajaram de Los Angeles para Londres com Beckham, porque o pai do jogador sofrera um ataque do coração e estava no hospital.

David passou dias no hospital acompanhando o estado de saúde do pai, e em nenhum momento teria ido ao Claridges Hotel. A próxima audiência do caso será em Los Angeles no dia 7 de fevereiro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.