A mediadora de 'Fairly Legal' falou com exclusividade ao iG Gente sobre os bastidores de Hollywood e nu no cinema

Sarah Shahi:
Divulgação
Sarah Shahi: "procuro malhar e realmente não comer nada depois das 18hs"
Sarah Shahi é a estrela de "Fairly Legal", série que estreia neste domingo (10) no canal Universal, às 20h. A atriz concedeu entrevista exclusiva ao iG Gente via video conference e falou sobre o sucesso da série nos Estados Unidos, os bastidores de Hollywood e também sobre sua carreira.

Filha de pai iraniano e mãe espanhola, ela nasceu no Texas e suas características físicas lhe abriram portas logo cedo: ainda adolescente ganhou diversos concursos de beleza. Em 2000, quando ainda era cheerleader do Dallas Cowboys, fez seu primeiro trabalho como atriz: participou da comédia romântica “Dr. T e as Mulheres”, e foi neste trabalho que conheceu o diretor Robert Altman . Encorajada por ele a se mudar para Hollywood, sua carreira deslanchou. Ela fez diversos seriados como “Spin City”, “Maybe It´s Me”, “Boston Public”, “Off Centre”, além da série de ação “Alias”.

Sarah na pele de Kate Reed, em
Divulgação
Sarah na pele de Kate Reed, em "Fairly Legal"

No entanto ela só se tornou realmente popular nos EUA em 2005, com a série “The L Word”, em que aparecia em cenas pra lá de sensuais. Depois disso, estrelou o filme “A Hora do Rush 3” e seriados de TV como “The Sopranos” e agora “Fairly Legal”. A série gira em torno dela, na pele de Kate Reed, uma advogada que, cansada da burocracia e das injustiças do sistema judicial americano, resolve se tornar mediadora.

Sarah Shahi
Divulgação
Sarah Shahi

Confira os melhores trechos da entrevista com a mediadora de “Fairly Legal”:

iG: Qual a maior dificuldade de trabalhar em Hollywood?
Sarah Shahi: Pode parecer clichê, mas a coisa mais difícil em Hollywood é ser você mesma. Aqui tudo muda a toda hora, os desejos e expectativas. Demorou algum tempo para entender isso, mas hoje eu me sinto sendo eu mesma!

iG: O que Robert Altman representa na sua vida?
Sarah Shahi: Ele que impulsionou a minha carreria como atriz. Conheci o Robert quando ainda era "cheerleader". Foi ele que fez eu me mudar para Los Angeles. Quando ele me convidou para fazer um filme, pediu que eu telefonasse, mas eu não sabia quem ele era. Quando descobri que ele era o lendário diretor, fiquei tão intimidada que não consegui ligar. Nos tornamos grandes amigos.



iG: Ainda mantém contato com suas origens persas?
Sarah Shahi: Eu tenho algum contato com a cultura persa, mas sou muito americana! De qualquer jeito, não posso negar que são as minhas raízes e parte da minha formação, de quem eu sou hoje. Não sei cozinhar nenhum prato típico, mas adoro comê-los!

iG: O que a maternidade mudou na sua vida?
Sarah Shahi: O meu filho, William, é a minha prioridade número um! Ele é responsável por tornar a minha vida mais rica. A minha babá detesta quando não estou trabalhando, porque aí eu não preciso dela.

iG: Seu corpo mudou depois de dar à luz? Como mantém a boa forma?
Sarah Shahi: Depois da maternidade é muito simples: eu não como (risos)! Também procuro malhar e realmente não comer nada depois das 18h.

iG: Faria nu no cinema?
Sarah Shahi: Eu faria pelo projeto certo! Até agora, fiz cenas sensuais, que mostravam partes do meu corpo, mas nunca o corpo todo! Mas eu faria sim, pelo filme certo. Tem que ter a combinação exata entre obra e autor. Se o David Fincher ou o Martin Scorsese batessem na minha porta, aí sim! Ou o Russell Crowe, eu tiraria tudo para o Russell Crowe!

Sarah Shahi
Divulgação
Sarah Shahi

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.