Protagonista do filme “Heleno”, ator contou que por se identifica muito com o jogador, fez o longa de graça

Rodrigo Santoro:
Divulgação
Rodrigo Santoro: "Aqui no cinema brasileiro, falta dinheiro, mas sobra paixão. Fizemos esse filme na raça."
Protagonista de “Heleno”, longa que conta a história do ex-atacante do Botafogo, Heleno de Freitas , Rodrigo Santoro contou à revista “Contigo!” desta semana que se identificou tanto com o personagem, que fez o filme de graça. “Acho que o paralelo entre nós é a paixão, a entrega e o comprometimento pelo que fazemos. Ele era literalmente o cara que vestia a camisa, dizia que jogaria pelo Botafogo até de graça. Eu me identifico muito com isso. Esse filme é o caso, faria até de graça. E fiz, porque nem recebi ainda. Aqui no cinema brasileiro, falta dinheiro, mas sobra paixão. Fizemos esse filme na raça.”

Siga o iG Gente no Twitter e receba as últimas notícias dos famosos

Ainda na entrevista, o ator comentou as comparações feitas entre ele e o personagem, quando o assunto é mulher. “Eu não sou esse mulherengo... O que é ser mulherengo? Se é gostar muito de mulher, talvez eu seja mulherengo então, porque gosto bastante de mulher. Adoro as mulheres, não mentirei para você! Continuo solteiro, mas não fujo de namorar, só não aconteceu.”

LEIA TAMBÉM: Rodrigo Santoro: "Tenho milhares de ansiedades como todo mundo"

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.