Nova residência do apresentador terá quatro andares com direito a elevador, parquinho, academia de ginástica e campo de futebol

Rodrigo Faro voltou a ser criança ao lado das filhas Clara e Maria , de quase 6 e 3 anos respectivamente, na festa de aniversário de 1 ano de Theo , do caçula do apresentador e jurado do programa Ídolos e diretor musical da Rede Record, Marco Camargo , na noite desta quarta-feira (01), no buffet Planet Mundi, em São Paulo.

Rodrigo Faro se aventura no carrinho bate bate, durante festa infantil, em São Paulo.
Claudio Augusto
Rodrigo Faro se aventura no carrinho bate bate, durante festa infantil, em São Paulo.

Siga o iG Gente no Twitter e receba notícias das celebridades em tempo real

Por levar uma vida atarefada, - uma delas é o comando dos programas O Melhor do Brasil e Ídolos -, o apresentador da Record se entrega a família quando encontra um tempo livre na agenda. “Adoro brincar com elas. Quando eu chego em casa elas estão dormindo. Quando elas acordam, eu é que estou dormindo. Isso quando não acumulo outras funções para o final de semana. Então, aproveito o máximo quando conseguimos ficar juntos. Hoje foi um dia desses. Consegui jogar vídeo game com elas”, disse o o marido da apresentadora do programa Zapping, da Record, Vera Viel , que observava o marido brincar no carrinho bate bate, uma das atrações do local.

LEIA TAMBÉM:

Wagner Moura, Rodrigo Faro e Irene Ravache são premiados em SP

Rodrigo Faro anuncia as novidades do "Ídolos 2011"

Rodrigo Faro: 37 anos de vida, no ápice da carreira com as transformações no "Dança, Gatinho"

Rodrigo Faro e Vera Viel felizes com a casa dos sonhos:
Claudio Augusto
Rodrigo Faro e Vera Viel felizes com a casa dos sonhos: "Vamos nos mudar este ano"

Aproveitar mesmo será o dia em que finalizar, e se mudar com a família, para a casa dos seus sonhos: uma mansão de quatro andares, um elevador e por aí vai. "Será o meu oásis. Sonho com isso desde sempre. Moro de aluguel e não vejo a hora de me mudar para a casa que chamarei de minha", disse ele que constroi a residência desde o ano passado, em Alphaville, São Paulo.

Sobre a "imensidão do conforto", talvez exagerado para uma família de quatro integrantes, ele justifica. "Gosto de andar e o elevador é para a minha avó de 85 anos que frequenta muito a minha casa. Não é frescura, é necessidade. Já os andares vão servir para se caso eu e a Vera brigarmos. Podemos ficar uma semana sem nos encontrar", riu ele que pretende incremetar ainda mais o palacete. "Quero montar  um parquinho para as meninas, um campo de futebol e uma academia. Quero poder curtir e aproveitar", disse Faro.

Tanta dedicação e empenho para uma vida mais confortável se proteger será uma questão de necessidade. "Já ando de carro blindado e daqui pra frente vou andar com segurança, coisa que eu não gosto, mas infelizmente vivemos em um país de violência e isso serve tanto para o rico quanto para o pobre. Você sai num dia e não sabe se vai voltar", falou ele que já passou pela triste experiência de ser assaltado.

"Me levaram o relógio, na região do Pacaembu, mas aí o ladrão me reconheceu", disse. E aí? Ele devolveu? "Não. Ele pediu desculpas e disse que estava fazendo aquilo para comprar comida para seus filhos com a venda do relógio. O que eu podia falar? É muito complicado", contou Faro que disse ficar muito chateado com essaa situação deplorável em um país que tem tanto a oferecer, como nas questões culturais, esportivas, e tantos outros.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.