Ator revela que tem sido abordado por homens com dúvidas sobre a sexualidade, assim como seu personagem em "Insensato Coração"

Rodrigo Andrade
Divulgação
Rodrigo Andrade
Rodrigo Andrade , que dá vida ao indeciso Eduardo, de " Insensato Coração ", da Globo, vive um ótimo momento em sua carreira profissional. Aos 27 anos, o ator que nasceu em Altinópolis, mas foi criado em Franca, ambas cidades do interior de São Paulo, parece estar começando a conquistar seu 'lugar ao sol'. Na batalha desde 2006, quando começou com pontas pequenas como ator na Globo, ele passou a ser conhecido do público depois de fazer par romântico com a personagem de Sophie Charlotte em “Caras e Bocas”.

Mas só agora Rodrigo começa, realmente, a sentir com mais intensidade o reconhecimento do público por seu trabalho. Em entrevista ao iG Gente , o ator falou sobre a repercussão de viver um personagem gay, suas opiniões e como tem lidado com a fama ‘repentina’.

Siga o iG Gente no Twitter e receba as notícias das celebridades em tempo real


Rodrigo Andrade
Divulgaçãoa/Site Oficial
Rodrigo Andrade
Se na época de "Caras e Bocas" Rodrigo era abordado mais por meninas, o ator revela que agora tem sido paquerado pela ala masculina. “O assédio aumentou sim. Nenhum homem chegou e deu uma cantada na cara dura, mas percebo olhares de homens que, a princípio, não são gays, mas devem viver nessa mesma dúvida que o personagem”.

Há também os jovens que passam pela mesma situação de seu personagem na trama. Confusos, alguns chegam a desabafar com o ator se deveriam ou não 'sair do armário', e assumir a homossexualidade.

Na internet o assunto também já se alastrou: “No meu Twitter ( @rodrigoandrade7 ) eu chego a receber mais de 30 mensagens por dia de quem passa pela mesma coisa que o Eduardo. Existem mais Eduardos por aí do que a gente imagina”, comenta. "O sair do armário não é fácil, mas essa atitude será para um bem maior que a felicidade dele”.

André Gonçalves e Lui Mendes: namorados na novela
Divulgação
André Gonçalves e Lui Mendes: namorados na novela "A Próxima Vítima", de 1995
Outros tempos...

André Gonçalves deu vida ao também polêmico e homossexual Sandrinho, na novela “A Próxima Vítima”, de 1995. Na época, o ator chegou a apanhar na rua por viver um personagem gay. Rodrigo, que vive a mesma situação 16 anos depois, revela sentir que "até os mais conservadores já estão entendendo que não existe diferença entre o heterossexual e o homossexual".

“Eu acho que o público está amadurecendo muito em um tempo relativamente curto. Nunca ninguém foi grosso comigo. A abordagem tem sido a mais positiva”, comenta Rodrigo.

“Eu tenho me surpreendido cada dia mais. Tambérm, antes mesmo de o Eduardo começar a ter interesse por homem, já tinha conquistado o público mostrando que era um cara gente boa, pé no chão.”

Ao lado do ator Marcos Damigo na pele de Eduardo em Insensato Coração
Divulgação/ TV Globo
Ao lado do ator Marcos Damigo na pele de Eduardo em Insensato Coração

Beija Edu!

E já existem até campanhas rolando nas mídias sociais para que o personagem saia ‘literalmente’ do armário. No Twitter, as hashtags ‘Eduardo sai do armário’ e ‘Beija Edu’ são vistas com frequência. "Quem sabe sai até um beijo”, comenta o ator, que não vê problema em gravar um beijo com outro homem. “A Rede Globo é a emissora numero 1, uma das maiores do mundo, existe um grande controle de qualidade. Qualquer cena que fizerem, só vai somar. Eu estou torcendo para que role beijo e quebre esse tabu”.

Veja: Saiba tudo o que vai acontecer nos próximos capítulos de Insensato Coração

Rodrigo Andrade
Divulgação/Site Oficial
Rodrigo Andrade

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.