Hubs de Gente

enhanced by Google
 

Ricky Martin

Compartilhar:
  • Nome

    Ricky Martin

  • Idade

    39 anos (24/12/1971)

  • Naturalidade

    San Juan, Porto Rico (EUA)

  • Signo

    Sagitário

  • Status

    Solteiro

O artista porto-riquenho Ricky Martin é um celebridade pop mundial. Seu currículo é enorme - do tamanho da curiosidade que sua vida pessoal desperta nas pessoas. Cantando em inglês e em espanhol, vendeu mais de 60 milhões de discos. Também atuou em peças, filmes e novelas. Bonito e sarado, tem dois filhos concebidos em uma barriga de aluguel. Pouco antes de lançar sua autobiografia, em 2010, assumiu que é gay, causando furor.

Ler biografia completa

FAMOSOS RELACIONADOS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Todas as notícias

Ricky Martin no Twitter

  • rebecahk "Aos 38 anos, Luan Santana assume homossexualidade: 'Sempre fui fã do Ricky Martin' assume o cantor" #NoticiasdoFuturo
  • rebecahk "Aos 38 anos, Luan Santana assume homossexualidade: 'Sempre fui fã do Ricky Martin' assume o cantor" #NoticiasdoFuturo
  • leticiaa_costa Claudinha Leitte conhece Ricky Martin e eu nn ganho nem um oi de lady gaga ¬¬
  • leticiaa_costa Claudinha Leitte conhece Ricky Martin e eu nn ganho nem um oi de lady gaga ¬¬
  • Fehh_Teixeira Vocês perceberam que depois dessa parceria com Ricky Martin ta havendos 500 suspeitas de parceria de CL com Riahnna e Britney #affs kkkkkk
  • kendomal Depois de um banho super bão,estou de volta.Quer saber meu creme hidratante?Uma pitada de Ricky Martin,Brad Pitt e o cafusu,aqui da rua.
  • rebecaraatis Johnny Depp, Cristiano R. , Ricky Martin, Lady Gaga, Ashton Kutcher, Polvilho .. #10artistasquemegustarianconocer
  • rebecaraatis Johnny Depp, Cristiano R. , Ricky Martin, Lady Gaga, Ashton Kutcher, Polvilho .. #10artistasquemegustarianconocer
  • rebecaraatis Johnny Depp, Cristiano R. , Ricky Martin, Lady Gaga, Ashton Kutcher, Polvilho .. #10artistasquemegustarianconocer
Siga o Twitter do iG Gente

Biografia completa de Ricky Martin

BIOGRAFIA

Enrique Martín Morales, conhecido como Ricky Martin, nasceu em San Juan, Porto Rico, em 24 de dezembro de 1971. Filho da contadora Nereida Morales e do psicólogo Enrique Martín Negroni, seus pais se separaram quando ele tinha dois anos.

Antes de completar um ano, Ricky ganhou um concurso de bebê mais bonito. Aos seis anos, começou a trabalhar como modelo infantil. Quando criança, o cantor também foi do grupo de teatro e do coral do colégio, além de ser coroinha na Igreja, função que desempenhou até entrar para o grupo Menudo.

Ricky entrou no grupo pop de meninos quando tinha 12 anos. Ele já havia tentado ser da banda outras duas vezes, mas fora recusado por ser muito pequeno. Durante cinco anos ele fez parte do Menudo. Nesse período, gravou discos, fez turnês e até participou de uma novela gravada na Argentina, “Por Siempre Amigos”.

Em 1989, o cantor terminou o colégio, saiu do Menudo e mudou-se para Nova York. Dos Estados Unidos, seguiu para o México, onde retomou sua carreira artística. Lá, ele participou de dois musicais e, em seguida, atuou em uma novela, “Alcanzar Una Estrella” (1990). Parte do elenco da novela formou uma banda, a Muñecos de Papel, da qual Ricky fez parte. O grupo lançou dois discos e fez shows pelo México. E a novela também virou um filme, com Ricky no elenco.

Ainda no México, o cantor assinou seu contrato com a gravadora Sony, lançando seu primeiro álbum solo, “Ricky Martin”, em 1991. A música “Fuego Contra Fuego” tornou-se um sucesso na América Latina em geral. O disco vendeu mais de 500 mil cópias e rendeu uma turnê com shows lotados.
Seu segundo álbum solo, ”Me Amarás”, lançado em 1993, vendeu mais de três milhões de cópias. Nessa época, Ricky passa a morar em Los Angeles, onde atuou no seriado “Getting By” e na novela “General Hospital”.

Em 1995, o ator não parou: fez o papel de Jesus Cristo na peça “Jesus, Passión y Muerte”, em Porto Rico, e lançou o álbum “A Medio Vivir”, que o fez estourar fora da América Latina. É nesse disco que ele começa a se aproximar mais dos ritmos latinos. Com o hit “Maria”, estourou na Europa. A música fez parte da trilha sonora da novela “Salsa e Merengue”, o que ajudou a torná-lo conhecido no Brasil.

Após uma turnê mundial, ele ainda atuou, no mesmo ano, na peça “Les Misérables”, na Broadway. Enquanto atuava em Nova York, começou a trabalhar no quarto disco, “Vuelve”, mais um sucesso mundial, com oito milhões de cópias vendidas. “La Copa de La Vida” foi a música oficial da Copa de futebol da França de 1998. O disco também traz o tema em espanhol do desenho “Hércules”, da Disney. Ricky também dublou o herói da animação.

Após se consolidar como artista de renome internacional, o cantor resolve apostar em músicas em inglês e lança novo álbum intitulado “Ricky Martin” (1999). Com participações de cantores como Madonna, o álbum foi mais um sucesso. Primeiro com o single “Livin’ La Vida Loca”, depois com “She’s all I Ever Had”. O disco alcançou a incrível marca de 22 milhões de cópias vendidas.

No ano seguinte, lança “Sound Loaded”, também em inglês, cujos maiores sucessos foram “She Bangs” e “Nobody Wants to Be Lonely”, em parceria com Christina Aguilera. “Sound Loaded” não alcançou o mesmo sucesso que “Ricky Martin”, mas também vendeu milhões de cópias.

Em 2001, Ricky fez duas coletâneas: uma de seus primeiros sucessos em espanhol, “La Historia”, e outra das melhores em inglês, “The Best of Ricky Martin”.

Após dois anos sem gravar, o cantor lançou um novo álbum, “Almas del Silêncio” (2003), todo em espanhol e com vários convidados de peso. Fazia cinco anos que ele não gravava em sua língua materna e, outra vez, sucesso: mais de um milhão de cópias vendidas no mundo.

Dois anos depois, Ricky voltou aos estúdios para cantar em inglês. O resultado foi o disco “Life” (2005) e a turnê “Uma Noite Com Ricky Martin”, que passou por vários países, entre eles o Brasil. Na Itália e na Finlândia, os ingressos para o show esgotaram em menos de duas horas.

Ele então seguiu o caminho natural das grandes estrelas da música pop e gravou o seu “Acústico MTV” (2006), com grande influência da música porto-riquenha. O primeiro single do álbum, “Tu Recuerdo”, chegou a liderar o ranking das mais tocadas nos EUA.

Para celebrar os 17 anos de carreira solo, Ricky fez a coletânea “17” (2008). Seu mais recente trabalho, o bilíngue "Música + Alma + Sexo", chegou às lojas em fevereiro de 2011. Em 2011, Ricky também lançou uma música em português em parceria com Cláudia Leitte, “Samba”.

Entre os dois últimos álbuns, Ricky dedicou-se a escrever sua autobiografia. A obra, intitulada “Eu”, foi publicada em inglês e em espanhol em 2010.

Ao longo de sua carreira, ele sempre militou em defesa das causas que acredita. O cantor criou a Fundação Ricky Martin, com projetos que visam promover educação, saúde e justiça para as crianças. Ganhador de vários prêmios por suas iniciativas, Ricky foi um dos primeiros artistas a visitar os países asiáticos atingidos pelo Tsunami de 2004. Lá, o cantor buscou formas de evitar o tráfico de crianças órfãs, e sua fundação construiu, em parceria com outras instituições, mais de 200 casas para os desabrigados pela tragédia.

Outro exemplo de sua atuação social foi a doação de US$ 1 milhão em instrumentos musicais para escolas de Porto Rico.

<span>Ricky Martin ama cantar ao vivo; aqui, ele solta a voz durante a cerimônia de encerramento dos Jogos de Inverno de Turim, em 2006</span> - <strong>Foto: BrainPix</strong> <span>O cantor passeia com seus filhos, namorado e babá em parque de Miami</span> - <strong>Foto: ricky2</strong> <span>Ricky Martin no Haiti; o cantor atua em diversas áreas em defesa das crianças</span> - <strong>Foto: Reprodução</strong> <span>O músico, no lançamento de seu primeiro livro, ´´Eu``</span> - <strong>Foto: BrainPix</strong> <span>Os gêmeos de Ricky Martin, Valentino e Matteo</span> - <strong>Foto: Divulgação</strong> <span>Em 2007, Ricky ganhou sua estrela na Calçada da Fama, em Hollywood, Los Angeles</span> - <strong>Foto: BrainPix</strong>

Durante 14 anos, Ricky teve um relacionamento de idas e vindas com a apresentadora de TV mexicana Rebecca de Alba. Eles chegaram a pensar em casamento. Mas, em 2005, o cantor confirmou que a relação havia terminado definitivamente.

Porém, antes mesmo do rompimento definitivo com Rebecca, já surgiam rumores sobre a sexualidade de Ricky. Com uma legião de fãs gays, desde os anos 90 o cantor é questionado sobre suas preferências. Nessas ocasiões, ele dizia que não devia satisfações sobre sua vida íntima, ou afirmava ser hetero.

Em 2010, prestes a lançar sua autobiografia, Ricky resolveu revelar através de seu site que é homossexual. A declaração ganhou as manchetes e sua declaração foi amplamente divulgada. “Hoje aceito minha homossexualidade como uma presente que a vida me deu”, disse à época. “Sou muito abençoado de ser quem sou.”

De acordo com o músico e com pessoas próximas, seu namorado, um analista de sistemas cujo nome é mantido em segredo, foi quem mais o encorajou a assumir sua opção. Dizem também que seus dois filhos, Valentino e Matteo, nascidos em 2008 de uma barriga de aluguel, pesaram na decisão.

Entre seus amigos está o casal de apresentadores Angélica e Luciano Huck, que costumam visitá-lo em Miami, onde mora.

Discografia

1991 – Ricky Martin
1993 – Me Amarás
1995 – A Medio Vivir
1998 – Vuelve
1999 – Ricky Martin (em inglês)
2000 – Sound Loaded
2001 – La Historia
2001 – The Best of Ricky Martin
2003 – Almas del Silencio
2005 – Life
2006 – Acústico MTV
2007 – Ricky Martin Live – Black & White Tour
2008 – 17
2011 – Música + Alma + Sexo

Televisão

1987 - Por siempre amigos (Ricky)
1990 - Alcanzar una estrella (Pablo Loredo)
1991 - Alcanzar una estrella II (Pablo Loredo)
1992 - Más que alcanzar una estrella (Enrique)
1993 - Getting By (Martin)
1995 - General Hospital (Miguel Morez)
1996 - Barefoot in Paradise (Sandoval)
2002 - Les Diables (Brian Rodriquez)
2003 - Ricky Martin: En la intimidad (convidado especial)

Teatro

1990 - Zapatillas Rojas
1990 - Mamá Ama El Rock
1995 – Jesús, Passión y Muerte (Jesus)
1995 - Les Misérables (Marius)

Principais Prêmios

1999 – Grammy de Melhor Álbum Latino por “Vuelve”
2001 – Grammy Latino de Melhor Videoclipe por “She Bangs”
2007 – Grammy Latino de Melhor Álbum de Intérprete Masculino por “MTV Unplugged”
2007 – Grammy Latino de Melhor Vídeo de Música por “MTV Unplugged”
 

Ver de novo