Atuando juntas em "Fina Estampa", atrizes comprovam como a produção das novelas pode ajudar - e estragar - o visual das atrizes

Aos 64 anos e sem sinal de ter passado por grandes intervenções cirúrgicas, Renata Sorrah está no ar em "Fina Estampa" como Danielle Fraser, médica especializada em reprodução assistida. No papel da estilista Esther, Júlia Lemmertz corre contra o tempo para tentar engravidar e recorre à clínica de Danielle. Aos 48 anos, Júlia também não parece adepta de tratamentos radicais no rosto.

Para compor a médica Danielle, uma mulher que vive na serra fluminense e é adepta de alimentação natural, Renata Sorrah passou por quase nenhuma produção. A maquiagem é mínima, o que a deixa com visual leve, bem parecido com o da própria atriz, que na vida real costuma sair de cara lavada. Foi um acerto, que teve efeito rejuvenescedor. Renata está mais bonita - e jovem - do que há quatro anos, quando interpretou Célia Mara na novela "Duas Vidas".

Para compor a personagem de Júlia Lemmertez na novela, a produção optou por um corte de cabelo com franjinha e comprimento na altura da orelha, o que deixou o rosto da atriz muito redondo. A cor avermelhada também não combinou com o tom de sua pele, e a maquiagem pesada foi outro engano. Na comparação com uma imagem de Júlia há quatro anos, como a Amélia, de Araguaia, parece que se passou ao menos uma década.

Compare as imagens do antes e depois das atrizes.  

Julia Lemmertz

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.