Isabella Lemos de Moraes, Manu Quesada e Sandra Bandeira estão por trás da festa que tem reunido público descolado com nome e sobrenome na noite carioca

Isabella, a socialite; Sandra, a promoter experiente; e Manu, a
George Magaraia
Isabella, a socialite; Sandra, a promoter experiente; e Manu, a "darling": trio comemora sucesso da festa Privato
O que os atores Luciano Szafir e Carla Daniel, o jet setter internacional Christopher Getty , neto do bilionário Paul Getty, o vip manager da Pacha mundial, Frederic Aillery,a jet setter brasileira Rivia Moreira – que por sinal sempre comanda a abertura oficial do verão ibizenco - e a socialite Narciza Tamborindeguy , sucesso no reality show “Mulheres Ricas” da Band, têm em comum? Novidade na noite carioca, a festa Privato , lançada em janeiro deste ano, tem reunido a nata da sociedade com um público descolado e nomes – e sobrenomes - internacionais.

O segredo para juntar tantas presenças de peso está por trás do trânsito fácil da promoter Sandra Bandeira , da atriz e modelo Manu Quesada e da socialite Isabella Lemos de Moraes pelas altas e mais animadas rodas da sociedade carioca. “Costumo falar que um  é o que faz o sucesso Privato”, diz Sandra, que também divide os créditos da empreitada bem sucedida com o DJ Sergi Insomnia, “importado” diretamente de Ibiza. “Ele estava por aqui de passagem e não podíamos deixar de aproveitar a oportunidade”, afirma Isabella.

Socialite comenta reality: "Mulher rica de verdade não ostenta"

A ideia de criar a Privato aconteceu por acaso. “Meu irmão (o ator João Flávio Lemos de Moraes Filho, no ar na novela das sete “Aquele Beijo”) queria dar uma festa de réveillon e pediu a nossa ajuda. Então nós três usamos nossos contatos e convidamos os amigos. O Sergin fez o som da festa”, lembra Isabella, sobre a badalação que reuniu 400 convidados no apartamento de seu pai, João Flávio Lemos de Moraes , na Avenida Atlântica. A iniciativa deu tão certo que a trupe decidiu levar o assunto a sério e repetir a dose.

“Embarreiradinha”

“Ficou um monte de gente na porta e que foi embora triste da vida, mas paciência, né? Em festa de qualidade temos que dar uma ‘embarreiradinha’ até para que o espaço comporte o público devidamente”, conta Sandra, que define os convidados como uma gente “muito linda, glamorosa e vip”. “É um conjunto. Não adianta uma de nós convidar sozinha e as outras tribos não aparecerem ou o Sergin deixar tocar qualquer outro DJ que aí descaracteriza tudo”, explica Manu, definida pelas sócias como a “darling” do grupo.

Detalhe dos pés de Manu, Sandra e Isabella: tribos diferentes
George Magaraia
Detalhe dos pés de Manu, Sandra e Isabella: tribos diferentes
“A Manu é a queridinha que conhece todos os atores, músicos e modelos. A Isa é a socialite com sobrenome de peso Lemos de Moraes. Eu agrego com a minha experiência da noite que me fez conhecer todos os grupos”, explica Sandra. “É um erro chamar nosso público de ‘elitizado’. Nosso público é eclético”, completa Manu.

Os 10 mandamentos da verdadeira mulher rica

As três só torcem o nariz quando o assunto é a faixa etária. De acordo com elas “20 anos bebe demais e costuma dar trabalho”. “Só entra quem tem nome na lista. O critério para ser convidado é ser amigo, gostar da noite e se encaixar no perfil Privato. Não adianta a garotada de 20 anos querer ir porque não é o nosso perfil. Queremos atingir um público que tem carência de boas festas e resgatar o glamour das badalações”, diz Sandra, antes de completar: “É lógico que se tiver uns queridos de 25 anos que eu conheço é lógico que a gente vai convidar, mas queremos manter a identidade da Privato sendo um evento para um pessoal mais velho”.

Festa sem puxão de cabelo

“Você pode ir sozinha a nossa festa que certamente vai encontrar um amigo. E não vai ter nenhum rapaz puxando o seu cabelo para te dar um beijo na boca. É assim porque só tem amigo lá dentro”, enfatiza Isabella

A primeira festa aconteceu na boate Boox e já na segunda edição o trio recebeu um convite para que a Privato acontecesse na boate Miroir, na Lagoa, zona Sul do Rio de Janeiro, inaugurada no dia 10 de janeiro. “Foi um escândalo. Todos os donos vieram nos cumprimentar porque a casa tinha aberto alguns dias antes então a nossa festa foi a prova de fogo. Recebemos mais de 400 pessoas, todos os camarotes foram reservados, a gente nem acreditava que a casa estava tão cheia assim”, lembra Sandra.

A próxima edição da Privato também será na boate Miroir. Porém, o trio não pretende fixar raízes em nenhuma casa noturna específica. “Queremos fazer essas festas privadas em lugares que não necessariamente sejam boates. Podem ser clubes, propriedades, etc. Além de levar o evento para outros lugares fora do Rio. Já temos proposta para fazer em São Paulo”, comemora Isabella.

Serviço:
Privato
Data: 11/02
Horário: a partir das 23h
Local: Miroir
End: Avenida Epitácio Pessoa, 1484, Lagoa
Preço: sob consulta

George Magaraia
"Som maravilhoso", "DJ super-mega-hiper" e "convidados selecionados": receita bem sucedida da festa

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.