Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Priscila Fantin começou namoro com traição, diz ex de Renan Abreu

Fabiana Kopke: "Não me importo nem um pouco de ter sido traída. Corna, quem nunca foi?"

Priscila Bessa, iG Rio de Janeiro |

Ag.News
Fabiana Kopke rejeitou acordo e afirma ser vítima de agressão
Procurada pelo iG na tarde desta quarta-feira (23), Fabiana Kopke, ex-namorada de Renan Abreu, falou sobre o encontro com o ator e Priscila Fantin, grávida de três meses, durante a audiência de conciliação do processo de agressão que move contra a atriz. O trio esteve junto na terça-feira (22) no Juizado de Pequenas Causas, na Gávea, zona sul do Rio.

Segundo Fabiana, ela não aceitou entrar em acordo porque Priscila nega a agressão. “Não vou compactuar com isso. Eu não faria corpo de delito à toa. Não sou nenhuma louca. A audiência durou meia-hora e não conversamos”, disse Fabiana, que, ao contrário do que afirmou o advogado de Priscila, garantiu não ter recebido nenhuma oferta de pedido de desculpas. “Não me ofereceram nada. O conciliador apenas perguntou se teria acordo ou não. Ela não tem prova física nenhuma. Eu tenho exame de corpo de delito, boletim de ocorrência e testemunhas. Agora o juiz vai decidir na próxima audiência”, contou a vendedora.

Ag.News
Priscila Fantin e Renan Abreu chegam para audiência

Questionada sobre a intenção da atriz de entrar na Justiça com um processo cível contra ela, alegando que sua imagem teria sido prejudicada por conta da ação, Fabiana afirmou: “Não sei o que ela quer. Eu não pretendo fazer isso (mover outro processo)”. Sobre o encontro com o casal, Fabiana comentou que eles não conversaram. “Eu e Renan não nos falamos mais. A história é muito maior do que está na mídia. O Renan não foi uma pessoa bacana como o homem que deveria ser”, falou ela.

Perguntada se a afirmação teria a ver com o fato de Renan e Priscila terem começado o relacionamento enquanto ambos ainda estavam comprometidos (Renan namorava com Fabiana e Priscila tinha planos de se casar com o biólogo Miguel de Moraes) foi taxativa. “Não me importo nem um pouco de ter sido traída. Corna, quem nunca foi? Isso não me agrediu moralmente. Sofri sim uma agressão física e, depois, uma agressão moral por ter repórter na porta da loja onde trabalho, gente fazendo imagem minha escondida”, completou Fabiana, que diz não sentir raiva do casal. “Desejo que eles sejam muito felizes”, concluiu ela.

 

Leia tudo sobre: priscila fantinrenan abreufabiana kopke

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG