A administração de São Paulo alega não ter verba para a seguraça do show

Wanessa
Agnews
Wanessa
Wanessa , que faria um show e seria a atração de encerramento da 15ª Parada da Orgulho LGBT de São Paulo no domingo (26), teve a sua apresentação cancelada pela Prefeitura Municipal de São Paulo. De acordo com a nota oficial expedida pelo órgão público, o show não tem condição de ser realizado por problemas orçamentários e de segurança.

Siga o iG Gente no Twitter e receba as notícias das celebridades em tempo real

Em nota oficial, a cantora, que confirmou sua primeira gravidez nesta sexta-feira (24), lamentou não poder se apresentar. "Lamento o cancelamento do show e agradeço aos organizadores da 15ª Parada do Orgulho LGBT pelo convite que me deixou honrada e torço para que o evento seja um sucesso e exemplo de civilidade e cidadania”.

Leia também: Wanessa evita falar sobre gravidez e exibe corpão durante show

Veja na íntegra o comunicado da Prefeitura Municipal de São Paulo

A APOGLBT (Associação da Parada do Orgulho GLBT de São Paulo) lamenta anunciar o cancelamento do show de encerramento da 15ª Parada do Orgulho LGBT de São Paulo. A atividade estava programada para ocorrer neste domingo, 26 de junho, às 19 horas, no Vale do Anhangabaú, com apresentação da cantora Wanessa.

A decisão de suspender o show partiu da Prefeitura da Cidade de São Paulo, que alegou não dispor de verba suficiente para financiar a infraestrutura necessária.
Outra justificativa foi dada pela Polícia Militar do Estado de São Paulo, que afirma não ter o contingente adequado para garantir a segurança do público. A APOGLBT salienta que o show constava no projeto inicial da 15ª Parada do Orgulho LGBT, apresentado aos parceiros e autoridades em 30 de março deste ano.

O objetivo da realização era atender a demanda dos participantes, que reivindicam por um encerramento oficial da manifestação. Além disso, o show foi considerado uma estratégia importante para facilitar a dispersão do público e a desobstrução da Avenida Paulista e Rua da Consolação, segundo a própria PM.
Os organizadores foram informados sobre a possibilidade do cancelamento somente na última sexta-feira (17). Ao longo desses últimos dias, a diretoria da Associação dialogou com as diferentes instâncias, a fim de viabilizar uma alternativa para a realização da atividade. As tentativas visavam cumprir a expectativa dos manifestantes, respeitar o excelente relacionamento estabelecido com toda equipe da cantora e o contrato com os patrocinadores. Porém, todas as sugestões propostas pela entidade foram descartadas por parte das autoridades.

A resposta definitiva sobre o cancelamento do show foi anunciada à diretoria da APOGLBT no início da noite desta quarta-feira (22).

Tanto a APOGLBT, quanto a empresa Maná – responsável pela produção executiva e captação de recursos do 15º Mês do Orgulho LGBT de São Paulo , pedem desculpas ao público e demais envolvidos, incluindo a imprensa, que prestativamente auxiliou na divulgação do serviço.

Também desejam agradecer à simpatia e disposição da cantora Wanessa, assim como de sua produção, que desde o início da negociação foi muito solícita e preocupada em contribuir para a principal causa da Parada, que é a promoção da cidadania, dos direitos humanos e a inclusão da população LGBT na sociedade brasileira.

Com o cancelamento, a programação de domingo volta a ter sua finalização marcada para as 18 horas, quando o último trio elétrico deve chegar à Praça Franklin Roosevelt, conforme estabelecido pelo Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), firmado entre a APOGLBT e o Ministério Público do Estado de São Paulo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.