Ator é beneficiado com uma suspensão condicional do processo de porte de drogas e não pode deixar o estado por mais de 30 dias

Dado Dolabella é beneficiado com uma suspensão condicional do processo
AgNews
Dado Dolabella é beneficiado com uma suspensão condicional do processo
No último dia 29 de março, Dado Dolabella foi julgado no IV Juizado Especial Criminal da Comarca do Rio de Janeiro pelo processo de porte de drogas de 2010. Segundo consta nos autos, Dado foi beneficiado com uma suspensão condicional do processo. Devido ao histórico judicial do ator, Dado deverá cumprir algumas exigências impostas pela juíza Cintia Cadnimali para se manter em liberdade.

Siga o iG Gente no Twitter e receba as últimas notícias dos famosos

Durante os próximos dois anos, o ator precisa se apresentar bimestralmente em juízo para relatar suas atividades, não poderá se ausentar do Estado do Rio de Janeiro por um período superior a 30 dias e tem a obrigação de comunicar imediatamente ao juízo o novo endereço residencial, em caso de mudança.

LEIA TAMBÉM: Condenado novamente, Dado Dolabella tenta evitar cadeia

Outros problemas na Justiça:

Esse não é o único processo de Dado. Em 2008, durante um desentendimento que envolveu a atriz Luana Piovani , sua namorada na época, ator também foi acusado de lesão corporal grave (Art. 129, § 1º - CP), lesão corporal decorrente de violência doméstica (Art. 129, § 9º e / Ou § 11 - Cp), crime continuado (Art. 71 - Cp), circunstâncias agravantes (Arts. 61 a 64 - Cp) e foi enquadrado na Lei Maria da Penha, que defende os direitos das mulheres. Após a decretação da prisão, o advogado de Dado, Dr. Michel Chaquib Asseff Filho , deve recorrer ao STJ, um dos últimos recursos para conseguir livrá-lo da prisão. A pena, no entanto, também pode vir a ser convertida em trabalho voluntário.

O ator ainda está envolvido em outro processo de agressão contra sua ex-mulher Viviane Sarahyba , que o acusa de violência doméstica no período em que esteve casada com ele – de setembro de 2009 a agosto de 2010.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.