Em um tribunal de Londres, o músico foi declarado culpado por posse de cocaína

Pete Doherty
Divulgação
Pete Doherty
O polêmico cantor britânico Pete Doherty , vocalista da banda Babyshambles, foi condenado nesta sexta-feira (20) a seis meses de prisão após ter sido declarado culpado de posse de cocaína. O ex-líder da banda The Libertines, de 32 anos, foi sentenciado após uma investigação sobre a morte por overdose de heroína, crack e Valium da cineasta Robin Whitehead, que morreu em janeiro de 2010 enquanto rodava um documentário sobre o polêmico músico.

Em uma audiência realizada nesta manhã em um tribunal do leste de Londres, Doherty declarou sentir-se "escandalizado e triste" pela morte da documentarista, um episódio que a Polícia de Londres não considerou ter ocorrido sob circunstâncias suspeitas.

Esta é a terceira vez que o músico, ex-namorado da supermodelo britânica Kate Moss , é preso após admitir posse de drogas. A condenação obrigou Doherty a cancelar um show que tinha previsto para esta noite em Glasgow, na Escócia.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.