O sem-teto foi condenado há 10 anos de prisão depois de ter escalado o muro da casa da cantora e emeaçdado cortar a gargamta dela

Robert Dewey Hoskins está solto desde a última sexta-feira (3)
SplashNews
Robert Dewey Hoskins está solto desde a última sexta-feira (3)
Robert Dewey Hoskins , de 54 anos, que foi condenado pela Justiça americana nos anos de 1990 por ameaçar e perseguir Madonna , fugiu do hospital de saúde mental na Califórnia na última terça-feira (3), no qual estava internado. De acordo com informações da “CNN”, a polícia de Los Angeles confirmou nessa quinta-feira (9) que o sem-teto, do estado de Oregon, ainda está solto.

Siga o iG Gente no Twitter e acompanhe todas as notícias sobre sua estrela favorita

O perseguidor foi preso por escalar o muro da casa de Madonna, em Hollywood Hills. Na ocasião, ele ameaçou cortar a garganta dela. Depois disso, Hoskins foi sentenciado à pena de 10 anos de prisão em 1996. No depoimento durante o julgamento, Madonna falou que tinha pesadelos com ele após a tentativa de invasão em 1995. Ela disse ainda que seu segurança particular havia dito que o perseguidor queria que ela fosse sua esposa, porque senão cortaria a garganta dela “de orelha a orelha”.

LEIA MAIS: Confira a diferença de idade dos casais famosos

Na tentativa, ele escalou e pulou o muro, mergulhou na piscina da cantora e foi atingido por dois tiros dos seguranças.

Assim que cumpriu sua pena na prisão, Hoskins foi direcionado a um hospital psiquiátrico na Califórnia. Após ser liberado, foi preso novamente em 2011 e encaminhado a uma clínica de Los Angeles. O sem-teto fugiu na última sexta-feira (3) e não foi mais visto desde então.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.