Atriz manteve amizade com alguns ícones da cultura pop e do universo gay

Considerada a última rainha de Hollywood, Elizabeth Taylor colecionou maridos, joias e muitos amigos poderosos no Show Biz.

E a atriz teve também grande apelo entre o público gay, se tornando ícone para a cultura LGBT. Após a morte do amigo e ator Rock Hudson , em 1985, a atriz se tornou ativista da luta contra a AIDS, firmando uma parceria de anos com Elton John , que a acompanhou de perto até sua morte.

Nesta quarta-feira (23), Elton se pronunciou sobre a morte da amiga: "Perdemos um ser humano incrível", disse ele. Outra amizade que marcou a vida da atriz foi a relação com Michael Jackson. Liz foi a grande confidente do cantor na batalha judicial contra a família que o acusava de abuso sexual.

Michael Jackson

A relação com Michael Jackson foi vista com estranheza pela mídia norte-americana. Liz circulava com o cantor por grandes eventos e era presença constante no rancho Neverland, residência de Michael.

"Nós ficávamos deitados na cama assistindo televisão", ela disse em entrevista à CNN sobre a amizade com Michael e seus sobrinhos. "Não tinha nada de anormal quanto a isso. A gente ria como se fosse criança, assistindo à filmes da Disney", explicou. "Ambos tivemos infâncias horríveis. Trabalhar aos nove anos de idade não era infância para mim - e ele começou aos três", completou.

Em 2005, Liz foi testemunha de defesa no julgamento em que Michael foi acusado de abusar sexualmente um menor. "Ele é absolutamente inocente", disse. "A mídia reagiu como se ele fosse culpado. Eu pensei que a lei era: 'inocente até que se prove a culpa'. Eu sei que ele é inocente e espero que eles admitam o erro", finalizou.

Elizabeth Taylor e Michael eram tão amigos, que a atriz era presença constante em Neverland, residência de Michael
GettyImages
Elizabeth Taylor e Michael eram tão amigos, que a atriz era presença constante em Neverland, residência de Michael

Elton John

A luta contra a AIDS sempre foi uma causa comum entre a atriz e o cantor britânico Elton John. Eles eram parceiros civis nas campanhas e suas Fundações trabalhavam lado a lado desenvolvendo projetos com menores vítimas do HIV. Nesta quarta-feira (23), minutos após a morte de Elizabeth, Elton se pronunciou: "Nós acabamos de perder uma gigante de Hollywood, mais importante ainda, perdemos um ser humano incrível", disse o cantor.

Elizabeth Taylor e Elton John sempre lutaram juntos contra a AIDS
GettyImages
Elizabeth Taylor e Elton John sempre lutaram juntos contra a AIDS

Montgomery Clift

Foi no set de filmagem de "Um Lugar Ao Sol", em 1951, que surgiu uma amizade de anos com Montgomery Clift. Eles se tornaram confidentes e, juntos, ganharam o status de símbolos sexuais por conta da química que exibiam nas telonas. Por muito tempo, as revistas de fofoca da época os retratavam como um casal: "O casal mais belo de Hollywood", mas nada passava de apenas amizade. Alguns autores como Robert LaGuardia, que escreveu "Monty: Uma Biografia de Montgomery Clift", afirmam que Liz era a única pessoa para quem o ator confessou que era gay.

 Em 1956, após uma festa na casa de Elizabeth, em Beverly Hills, Monty sofreu um acidente de carro, batendo em um poste de telefone. Liz foi a primeira pessoa a chegar ao local. Ela entrou no carro batido pelo vidro de trás para socorrer o amigo. Montgomery aos poucos reagiu ao socorro da amiga, que teve que arrancar seus dentes quebrados da garganta com os dedos. A ambulância chegaria apenas uma hora depois.

Elizabeth Taylor e Montgomery Clift se conheceram no set de filmagem de
Reprodução
Elizabeth Taylor e Montgomery Clift se conheceram no set de filmagem de "Um Lugar Ao Sol", em 1951, e foram amigos até o falecimento do ator em um acidente de carro

Rock Hudson

Rock Hudson foi uma grande figura na vida de Liz. Eles se conheceram nas filmagens de "Assim Caminha A Humanidade", de 1956, que também tinha James Dean no elenco. A amizade persistiu até a morte do ator em 1985. Liz o visitava no hospital, quando ele mal estava consciente. Após o episódio, a atriz inaugurou a , em homenagem ao amigo que faleceu com o vírus do HIV. "Eu quis fazer isso porque tenho que viver comigo mesma", disse ela à People.

Rock Hudson e Liz Taylor
Divulgação
Rock Hudson e Liz Taylor

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.