O cantor do Black Eyed Peas se encontrou com Hillary Clinton e prometeu ajudar o governo americano com nova campanha para jovens

Will.i.am
SplashNews
Will.i.am
O rapper Will.i.am , do grupo Black Eyed Peas, se encontrou com a Secretária de Estado Americana, Hillary Clinton, nessa sexta-feira (29), e ofereceu seu apoio à iniciativa do governo “100000 Strong” - apresentada em novembro de 2009 pelo presidente Barack Obama –, que tem como objetivo aumentar o número de estudantes na China.

"Devemos garantir que os estudantes americanos tenham a sensibilidade cultural e os conhecimentos necessários para ter sucesso em uma economia global" .

Siga o iG Gente no Twitter e receba as notícias das celebridades em tempo real

"Para se transformar em cidadãos globais responsáveis, os jovens precisam experimentar o mundo que lhes cerca", continuou Will.i.am. De acordo com um comunicado oficial da Casa Branca, o artista mostrou sua vontade de mudar a tendência que impede que "jovens de comunidades marginalizadas tenham a oportunidade de viajar e estudar no exterior". 

FOTOS : Michelle Obama dança ao som de Beyoncé

Em sua conta no Twitter, Will escreveu que considera importante olhar em direção à China porque o país "desempenha um grande papel na forma como o mundo funciona agora, e esse papel será ainda maior no futuro".

A iniciativa, que Hillary lançou oficialmente quando viajou à China em maio de 2010, arrecadou até agora mais de US$ 7 milhões em donativos de empresas privadas e fundações. O Governo chinês, por sua vez, ofereceu até agora 20 mil bolsas de estudos para estudantes americanos, segundo números do Departamento de Estado. O evento, ainda sem data definida, será estrelado pelo próprio Will.i.am e outras estrelas americanas e chinesas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.