iG invade o quarto das candidatas ao Miss Mundo Brasil 2011 e mostra os bastidores que envolvem um concurso de beleza

As misses se arrumam em seus respectivos quartos: no meio do caos
Ivone Perez
As misses se arrumam em seus respectivos quartos: no meio do caos
Maquiagem na pia do banheiro, secador de cabelo em um canto, batons e esmaltes variados em outro, calcinha jogada pelo chão, roupas saindo das malas abertas, sutiã perdido na sacada... Os quartos das concorrentes ao Miss Mundo Brasil 2011 são um campo de batalha. Não só pela vaidade das meninas em busca do título, e do prêmio que inclui R$ 40 mil em contratos de trabalho e uma viagem à Itália e Turquia. Mas também pela desorganização que se percebe logo na chegada.

Reportagem do iG revela os bastidores que envolvem um concurso de beleza um pouco diferente do tradicional Miss Brasil, realizado há algumas semanas em São Paulo. Neste, o concurso é realizado no Hotel do Frade, em Angra dos Reis. Além disso, dizem os organizadores, a beleza não é o requisito único para se chegar à consagração. “É preciso ter beleza, mas também ser engajada com alguma atividade social. As jovens passam por provas de esportes (vôlei, golfe e atletismo) e precisam se mostrar comunicativas com os jornalistas”, compara Alexandre Falcão , que comanda o evento.

Ao todo são 34 mulheres, sendo 27 representantes dos estados mais o Distrito Federal, além de 7 ilhas brasileiras. No mais, é como o outro concurso. Tem desfile em traje de gala, com roupas de banho e as temidas perguntas – aqui feitas pelos repórteres que cobrem o evento. Os ensaios são puxados. Elas acordam cedo, são maquiadas, fazem cabelo, repetem as coreografias de entra e sai da passarela, jogam o cabelo de um lado para o outro, giram e requebram. Ninguém reclama. É preciso manter o sorriso.

LEIA TAMBÉM: Dieta? Descubra o que uma miss come na hora da fome

A “Xana” entre as misses

Miss Amazonas descontraída na sacada de seu quarto
Ivone Perez
Miss Amazonas descontraída na sacada de seu quarto
As 34 mulheres são divididas em seis bangalôs de dois andares cada. Em cada quarto, três dormem e competem em espaço e bagunça. A miss Amazonas, Renata Reis , vendo a equipe do iG passar, chamou atenção. “Não fotografa minha calcinha”, dizia ela, mostrando a peça que estava recolhendo da varanda superior. Ela conta que entrou no concurso porque descobriu que foi traída pelo ex-namorado no dia do seu aniversário. “Foi um baque. Pode pôr aí que o nome dela era Xana Sanntos , com dois enes”, dizia, aos gritos, do segundo andar.

Dionara Lerman , da Ilha de Porto Belo (SC), e Andressa Mello , da ilha dos Lobos (RS), dividem o mesmo quarto. Rivais também quando o assunto é futebol. A primeira é gremista, enquanto a outra é colorado. A camisa do Grêmio disputa espaço entre calcinhas e sutiãs.

Benazira Djoco , da Paraíba, nasceu em Guiné Bissau. Falava ao celular enquanto foi fotografada à beira da piscina. “Era legal vocês falarem com a miss Amazonas, ela tem uma história ótima”, contou. Em seguida, surpreendeu-se ao saber que a “Xana” já estava conhecida. “O quê? Ela já contou da Xana da vida dela? Meu Deus, ela é louca mesmo”, ria. 

Siga o iG Gente no Twitter e receba as notícias das celebridades em tempo real

Silicone tamanho GG

Quase todas têm em comum o sorriso montado na hora das fotos, o silicone que pouco varia entre os 250 e 300 ml, e as bolhas, muitas bolhas nos pés. Isso porque são obrigadas a usar salto alto o dia inteiro, assim como manter a maquiagem apesar do sol forte à beira do mar. “Não é fácil ser bonita”, lamentava a pernambucana Luzielle Vasconcellos , de 21 anos e com silicone há dois.

Enchimento de sutiã: até para as siliconadas
Ivone Perez
Enchimento de sutiã: até para as siliconadas
A de Santa Catarina, Mariana Bathke , é uma das campeãs no quesito peito. Colocou imponentes 295 ml. Formada em advocacia, está se especializando em direito tributário. “Coloca isso, que é importante. A gente não é só bonita. Todas temos conteúdo”, garante. Atributos não lhe faltam.

Juceila Bueno , do Rio Grande do Sul, é apresentadora de TV local. Camila Serakides , mineira mas que representa o Tocantins, está lendo “A arte da Guerra”, é a primeira a acordar, o que irrita as colegas de quarto. “Meu apelido é despertadora”, conta.

Nathalia Scandian , da Ilha da Vitória (ES), jura nunca ter feito plástica. No meio de uma geração que banalizou o silicone e parece já ter nascido com cílios postiços, ela é uma arredia guerreira. “Cuido do corpo só passando hidratante. E leio muito. Achei lindo ‘O Caçador de Pipas’”, conta ela, orgulhosa de seu feito. As que não fizeram plástica, e as que fizeram também, usam como truque enchimento no sutiã. Outro segredo de miss é o tratamento para branquear os dentes. Elas dormem com encaixe dentário na boca.

A grande final é na noite deste sábado (13). Até lá elas ainda vão ter que passar por várias provações. Não só as das sandálias de salto alto, mas saber achá-las no meio de suas bagunças mais íntimas.

Veja mais fotos exclusivas da intimidade das candidatas:

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.