Estreando como madrinha de bateria a atriz revela ter adotado sapatilhas para poupar os pés do grande dia

Rainha de bateria da Viradouro, Monique Alfradique revela que sua fantasia será uma homenagem ao amor que Nelson Rodrigues - enredo da escola - tinha pelo Fluminense.
Claudio Augusto
Rainha de bateria da Viradouro, Monique Alfradique revela que sua fantasia será uma homenagem ao amor que Nelson Rodrigues - enredo da escola - tinha pelo Fluminense.

Apaixonada por sapatos, Monique Alfradique contou o que prioriza na hora da escolha de um par desejado. “Tento unir estética e conforto, principalmente porque gosto de salto alto. Não dá pra ficar insatisfeita em um calçado porque você acaba passando uma coisa ruim só por conta de um mal estar”, disse ela nesta quinta-feira, (09), no lançamento da coleção e da ação Schutz Takes You To Aspen, na Schutz, em São Paulo.

Siga o iG Gente no Twitter e acompanhe todas as notícias sobre sua estrela favorita

Acostumada a usar saltos na maior parte do tempo, a Beatriz, de “ Fina Estampa ”, está preparando seus pés para enfrentar uma avenida de 700 metros de comprimento no sambódromo do Rio de Janeiro como rainha de bateria da Unidos da Viradouro. “Confesso que tenho adotado muitas sapatilhas na minha vida real justamente por causa do samba. Tento deixar que meu pé fique tranquilo, pois ele fica muito cansado depois de um ensaio na quadra”, disse a atriz.

Leia mais: Carnaval 2012: Fotos, Vídeos e Programação

A atriz já é experiente na passarela do samba. Em 2009, Monique encarou o desafio proposto pelo "Domingão do Faustão" e desfilou pelas 14 agremiações do grupo especial da capital paulista. A atriz falou da diferença de encarar aquela época para a que está por vir. “É total. Não chega nem aos pés aquele desafio para agora”, disse. “A rainha veste a camisa da escola de verdade ainda mais que a Viradouro é da minha cidade, uma escola que eu cresci, era um programa meu de adolescência ir à quadra. Uma rainha sendo da própria comunidade, é completamente mais emocionante”, completou.

Monique Alfradique:
Claudio Augusto
Monique Alfradique: "Os ensaios na quadra e o do sambódromo já são para mim como se fossem o dia".

Veja mais: Monique Alfradique: “Estou solteira, sozinha e bem”

Já sobre a fantasia Monique contou que a vestimenta não terá conotação sexual, tema abordado em todas as obras de Nelson Rodrigues (1912 – 1980), enredo da escola de samba. “A única coisa que eu posso adiantar é que por ele gostar muito de futebol será uma homenagem a esse amor que ele tinha pelo Fluminense”, disse a atriz que, por enquanto, só viu a fantasia desenhada no papel.

Às vésperas do carnaval, Monique falou sobre a emoção de estar à frente da bateria. "Estou vivendo como se fosse o dia porque é uma emoção muito grande e uma recepção muito calorosa que eu tive e estou tendo tanto com a comunidade quanto no sambódromo. Estou na contagem regressiva", encerrou.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.