Dra. Richelle Cooper continuou o seu depoimento nesta segunda-feira (3)

A Corte Superior do condado de Los Angeles, na Califórnia, iniciou nesta segunda-feira (3) a segunda semana de julgamento da morte de Michael Jackson , no qual Dr. Conrad Murray é acusado de homicídio culposo, ou seja, quando a pessoa não tem a intenção de matar. A primeira testemunha do dia foi Dra. Richelle Cooper , médica do Hospital UCLA que decretou o horário da morte do cantor. “Eu não tenho explicação porque ele morreu e nunca questionei o Dr. Conrad sobre os tratamentos”. “Eu nunca tive essa conversa [sobre a morte do Michael Jackson] com o Dr. Conrad”, iniciou ela.

Siga o iG Gente no Twitter e receba as notícias das celebridades em tempo real

Richelle Cooper
Reprodução
Richelle Cooper

Durante seu julgamento, ela ainda afirmou que a equipe social agiu corretamente no caso do Michael Jackson e seguiram o protocolo com as crianças. Sem saber exatamente qual o horário exato da morte de Michael Jackson [fato que ela repetiu por diversas vezes durante o testemunho], Dra. Cooper disse que o cantor estava morto quando ela foi atendê-lo. "Ele estava completamente morto quando eu cheguei lá”, concluiu. Como outras testemunhas do caso, a médica falou sobre a situação dos filhos de Michael. “Eu vi as crianças. Elas estavam chorando”.

A médica informou ainda que a primeira coisa que disse a Conrad assim que recebeu sua ligação foi “o que aconteceu?” e pediu para que o ex-namorado mantivesse a calma. Uma das explicações de Conrad para a ex após a pergunta foi que Michael estava trabalhando demais.

Após uma breve pausa a pedido do advogado de acusação, o júri retornou e foi dado prosseguimento aos questionamentos.

Boa parte do segundo período do julgamento foi baseada no uso do Propofol, anestésico que causou a parada cardíaca de Michael e que Conrad informou anteriormente não ter usado no cantor. Questionada, Richelle Cooper informou que já usou administrou propofol em seu pacientes quando necessitavam de sedação em uma situação de emergência.

Cerca de uma hora e meia após o início do testemunho de Richelle Cooper, as perguntas foram encerradas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.