Filmando em Paulínia, ator falou de seu personagem "quase psicopata", da saudade da filhinha, Flora, e da volta à TV em "Gabriela"

Mateus agora é pai e fala da saudade que sente quando tem de  ficar longe de casa para trabalhar
Ricardo Picchi
Mateus agora é pai e fala da saudade que sente quando tem de ficar longe de casa para trabalhar
Um quase psicopata chamado Caio afastou Mateus Solano de casa por mais de um mês. O ator trocou o Rio de Janeiro, onde vive com a mulher, a também atriz Paula Brau n , e Flora , a filhinha deles de um ano e quatro meses, pelo pólo cinematográfico da cidade de Paulínia, no interior de São Paulo. Caio é seu personagem no filme "Procura-se", longa de estreia do diretor Michel Tikhomiroff , onde atua ao lado de Fernanda Machad o .

Seu último trabalho na TV foi o Ícaro, da novela “Morde e Assopra”, papel menos sofrido já que não o afastou da família. Por conta do Caio, que o ator carinhosamente definiu como um “quase psicopata”, teve de se acostumar com a distância. E a saudade que bate forte. "Depois do nascimento de Flora, ficar longe de casa é cada vez mais difícil", constata ele, em entrevista concedida ao iG por e-mail. “As saudades são imensas, mas sempre damos um jeito de nos ver”.

Siga o iG Gente no Twitter e receba as últimas notícias dos famosos

Mateus se consagrou na televisão quando viveu os irmãos gêmeos Miguel e Jorge na novela “Viver a Vida”, mas sua carreira começou muito antes, no teatro. Com mais de 12 anos de experiência no palco,  já teve sua quota de ficar longe de casa. E não planeja diminuir o ritmo, mesmo que agora seja mais difícil se afastar. "Não pretendo dispensar um trabalho pela duração. Nossa profissão, minha e de Paula, às vezes requer sacrifícios”. Depois do longa, ele volta à TV em “Gabriela”, no horário das 23 hs na Globo. Na trama, o ator viverá Mundinho Falcão, papel que foi de José Wilker na primeira versão da novela, exibida em 1975.

Mateus Solano sobre novo personagem no longa de Michel Tikhomiroff:
Ricardo Picchi
Mateus Solano sobre novo personagem no longa de Michel Tikhomiroff: "Caio é quase um psicopata"

FOTOS: Mateus Solano se casa com Paula Braun

Para encarar o papel do vilão Caio, Mateus Solano brinca que a própria profissão foi seu laboratório. “Não passei por nenhuma preparação. A Fernanda fez um curso inteiro de culinária para se familiarizar com a cozinha, já que sua personagem, Mari, é uma subchef. Para mim, o próprio trabalho de ator foi meu laboratório para interpretar o Caio, um cara que cria uma realidade e acredita nela, convence os outros... Esse, de certa forma, já é meu trabalho!”

E MAIS: Mateus Solano brinca com a filha em parquinho no Rio

Questionado sobre se está gostando de viver um vilão, Mateus não se acanha em dizer que sim. "Caio é bastante inteligente e egocêntrico, sabe bem o que fazer para seduzir suas vítimas. Gosto muito do meu trabalho e acho que todo personagem tem muito mais coisa escondida do que o texto informa. Portanto, qualquer mocinho tem seu lado vilão e vice-versa. Um vilão às vezes faz mais sucesso que o mocinho, até por fazer coisas que não podemos fazer na vida real.”

Ao lado de Fernanda Machado, Mateus Solano passou um mês gravando em Paulínia, interior de São Paulo
Ricardo Picchi
Ao lado de Fernanda Machado, Mateus Solano passou um mês gravando em Paulínia, interior de São Paulo

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.