Em entrevista ao "Fantástico", cantor diz "não ter problema pilotar sem licença". Segundo a Anac, é preciso ensino fundamental para tirar brevê

Renata Ceribelli entrevista Marrone para o
Reprodução/TV Globo
Renata Ceribelli entrevista Marrone para o "Fantástico"
A polêmica que envolve o acidente de helicóptero do cantor Marrone no último dia 2 ganha novo capítulo. O músico foi entrevistado pelo "Fantástico", que foi ao ar nesse domingo (15), e admitiu ter pilotado a aeronave no dia do acidente em alguns momentos, mesmo sem brevê. 

A jornalista Renata Ceribelli acompanhou Marrone em uma viagem até Manaus, onde fez seu primeiro show após a queda. Bastante nervoso, o cantor entrou em contradição e assumiu já ter pilotado várias vezes sob supervisão de seu piloto, Almir Carlos Bezerra , que não tem licença para dar aulas.

A Globo ainda tinha imagens de Marrone sentado ao lado direito do helicóptero, deixando seu comandante ocupar a vaga de co-piloto, à esquerda. Ele admitiu ocupar a posição principal também no dia do acidente.

Além disso, a jornalista apresentou o resultado de uma prova da ANAC, que ela dizia ser a aprovação para que o cantor pudesse pilotar. A assessoria da ANAC não quis falar sobre a veracidade do documento, pois não comenta processos sob investigação.

Confira parte da entrevista exibida na noite deste domingo (15), pelo "Fantástico":

Fantástico: Você pilotava?
Marrone:
Pilotava, lá em cima, sim, mas pilotar embaixo não. Decolar, fazer essas coisas, eu não fazia, não.
Fantástico: Mas você pilotava sem ter brevê? Sem ter licença?
Marrone : Eu segurava o manche, isso aí é normal.
Fantástico: Lá em cima não tem problema você pilotar?
Marrone: Não, não tem.
Fantástico: Mesmo sem licença?
Marrone: Não, não tem não. Não tem problema.
Fantástico: Quem falou isso pra você, Marrone?
Marrone: Meu piloto, o comandante.

LEIA MAIS : Piloto do cantor Marrone volta a ser internado em SP

Resultado de prova da ANAC
Reprodução/TV Globo
Resultado de prova da ANAC
Nesta segunda-feira (16) a assessoria de Marrone disse ao iG Gente que ele não pilotava o helicóptero no momento do acidente, e explica que a prova da ANAC exibida na matéria é o resultado de uma prova online, que fazia parte do processo para que fosse tirado o brevê.

Segundo iG apurou, no entanto, um dos pré-requisitos para ter um brevê é ter completado o Ensino Fundamental e Marrone afirma durante a reportagem ter estudado apenas até a 5ª série.

LEIA TAMBÉM : Piloto de Marrone afirma que cantor controlou o helicóptero

Marrone se contradiz ao dizer que não possui 1000 horas de voo
Reprodução/TV Globo
Marrone se contradiz ao dizer que não possui 1000 horas de voo

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.