Atriz de "Aline" diz que não seguiria os passos de sua personagem e Pedro Neschiling conta como foi contracenar com a mãe

Maria Flor
AgNews
Maria Flor

Se na década de 1970, o filme "Dona Flor e Seus Dois Maridos" quebrou barreiras ao tratar, de forma leve, o tema poligamia, nos dias atuais cabe a série “Aline”, da Rede Globo, falar com tanta naturalidade sobre o assunto. “Acho que as mulheres se sentem vingadas porque é mais comum ver um homem com duas mulheres do que uma menina namorando duas pessoas”, afirmou Maria Flor , protagonista da série, durante a apresentação da segunda temporada, nessa segunda-feira (24), no Estação Ipanema, no Rio.

A atriz diz que recebe um grande apoio do público para a sua personagem, com exceção de uma ou outra abordagem mais machista. “Todas brincam falando que querem ser igual a Aline ou para eu deixar pelo menos um namorado para elas”, contou ela. Maria Flor disse ainda que trouxe um pouco da inconsequência da personagem para a sua vida. “Fora o figurino, eu tento pegar um pouco do temperamento livre e aberto dela. Acho que esse jeito faz bem. Mas ter um relacionamento a três, para mim, não dá.”

“É uma situação muito louca, mas maravilhosa. Ela ficou amiga do elenco inteiro. Uma figuraça”, diz Pedro sobre a particição da mãe Lucélia Santos
AgNews
“É uma situação muito louca, mas maravilhosa. Ela ficou amiga do elenco inteiro. Uma figuraça”, diz Pedro sobre a particição da mãe Lucélia Santos

Pedro Neschiling , que interpreta um dos parceiros da protagonista, tem a mesma opinião. O ator descarta a possibilidade de um relacionamento aberto com a namorada, a atriz Vitória Frate . “Estamos bem só nós dois”, diz, com bom humor. Nesta temporada, Pedro enfrenta o desafio de contracenar com a mãe, a atriz Lucélia Santos , pela primeira vez. “É uma situação muito louca, mas maravilhosa. Ela ficou amiga do elenco inteiro. Uma figuraça.”

E a amizade entre o trio principal, formado com Bernardo Marinho , não fica só na telinha. Durante as gravações, os três se tornaram muitos amigos. “Formamos um grande grupo. A Maria é minha vizinha, então nos vemos quase todos os dias. Também sempre mantemos o contato com o Pedro, que é um grande parceiro. É uma delicia fazer parte dessa família”, contou Bernardo, que faz o Otto na trama.

A segunda temporada de “Aline” volta ao ar a partir de 3 de fevereiro com várias participações especiais, entre elas Maria Luisa Mendonça , Kiko Mascarenhas , Mariana Lima e Nathália Dill , que interpreta  a morte no último episódio da temporada. "Aline tem um encontro com a morte, no estilo do filme
'All That Jazz'. É uma morte bem a cara da Aline, bem moderna", antecipa Nathália.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.