O ator, que afirmou em entrevista que não gostaria que sua filha assistisse a um beijo gay, negou ser homofóbico

Narcelo Serrado e a filha, Catarina
AgNews
Narcelo Serrado e a filha, Catarina
Por telefone, Marcelo Serrado falou a Adriane Galisteu , durante o programa “Muito +” desta terça-feira (10), Band, sobre a repercussão de uma entrevista que deu à coluna de Mônica Bergamo . O ator disse ao jornal que não gostaria que sua filha ( Catharina , 7 anos) assistisse a um beijo gay na novela das nove ( "Fina Estampa", em que interpreta o mordomo gay Crô ).

Siga o iG Gente no Twitter

Isso repercutiu como uma declaração homofóbica. “Pegaram uma frase solta, jogaram na internet e ficou maior que é”, explicou ele, que acredita que cenas como essa, assim como de violência, deveriam passar após às 23h. “Só acho que tinha que ser mais tarde, é uma opinião minha”, continuou.

LEIA MAIS: Marcelo Serrado: "Não levo personagem pra cama"

“Depois que me chamaram de homofóbico, fiquei com vontade de sair do Twitter”, desabafou ele, que ainda disse não ser preconceituoso."Tenho amigos gays e frequento boates gays. Só não vou mais levantar bandeira, mas sou de palavra e não vou retirar o que disse.”

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.